Anúncios

A semana começa com moradores de Porto Alegre ainda sem serviços essenciais, seis dias após a violenta tempestade de chuva, vento e granizo que assolou a cidade com enormes impactos para a população. Os problemas persistem ainda em cidades do interior do estado, também afetadas pela onda de tempestades da última terça.

Com cenário de normalização ainda distante e os problemas persistindo, condições atmosférica favoráveis são essenciais aos esforços para que se retome um mínimo de senso de normalidade.


Assim, o pior que poderia ocorrer seria muita chuva ou novos temporais com vendavais e raios. Felizmente, e pode se dizer muito felizmente, não é o que a semana reserva para Porto Alegre e grande parte do Rio Grande do Sul.

Aliás, a semana que começa terá o melhor cenário possível para que as empresas concessionárias de energia e as prefeituras trabalhem para restabelece serviços e mitigar os efeitos dos temporais da última semana.


Em uma condição pouco típica para janeiro, Porto Alegre terá uma sequência de dias sob a influência de uma massa de ar frio no oceano associada a um centro de alta pressão atmosférica sobre o Atlântico.

Isso fará com que os dias sejam de temperatura amena à noite com tardes agradáveis, sem o calorão típico do auge do verão em janeiro. O mais importante, entretanto, é que a influência do ar mais seco e frio vai proporcionar uma sequência de dias de muito sol com céu claro ou escassa nebulosidade. O tempo firme, portanto, vai predominar em Porto Alegre e na maior parte do Rio Grande do Sul durante esta semana.

O vento vai soprar moderado com ocasionais rajadas do quadrante Leste pelo contraste do ar mais quente sobre o continente e mais frio na costa, mas é crucial destacar que não se trata de vento que possa causar estragos, mas o que costuma soprar normalmente nos meses de outubro e novembro, especialmente da tarde para a noite, a ponto de ter sido apelidado de “Vento de Finados”.

Anúncios