Anúncios

A chegada de uma frente fria com chuva generalizada e temporais isolados de vento forte e granizo já derrubou a temperatura nas últimas horas após uma terça-feira muito quente em que as máximas atingiram 34ºC na Grande Porto Alegre e mais de 35ºC no Noroeste gaúcho. A queda maior da temperatura no Rio Grande do Sul, entretanto, ainda está por ocorrer.


Uma massa de ar frio começa avançar pelo território gaúcho e alcançará grande parte do Rio Grande do Sul na tarde e noite desta quarta-feira e na madrugada da quinta, proporcionando um acentuado declínio da temperatura. As máximas de hoje já ocorreram no começo do dia e as mínimas serão registradas à noite, no fim do dia, à medida que a massa de ar frio começa a tomar conta do estado gaúcho. A chegada do ar frio ocorre com vento que pode soprar com rajadas e deixará a sensação térmica muito baixa e com percepção de clima de inverno na noite de hoje.

O frio já se faz sentir no Oeste e no Sul gaúcho, por onde o ar frio começa a ingressar. No final da manhã, medições das 11h das estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia registravam temperatura muito baixa para o horário, considerando que ainda é março. Fazia 12,8ºC em Uruguaiana, 12,9ºC em Livramento, 13,2ºC em Quaraí e 13,6ºC em Canguçu.


Na noite de hoje, a temperatura em diversos pontos da Campanha e do Sul do Estado vai estar entre 10ºC e 12ºC com marcas possivelmente de um dígito em cidades da Serra do Sudeste, como Pinheiro Machado e Canguçu. Em Porto Alegre e região metropolitana, a quarta-feira pode terminar com os termômetros marcando 13ºC a 15ºC em diferentes pontos. Na Serra do Nordeste, o dia deve terminar com frio de 9ºC ou 10ºC em Caxias do Sul e Gramado enquanto nos Aparados, entre São Francisco de Paula e São José dos Ausentes, haverá pontos com 7ºC ou 8ºC.

Esta massa de ar frio não chega a ser intensa, mas é forte para o fim de março. Trata-se da incursão de ar frio de maior potência até agora neste ano e de trajetória continental, assim como ocorre nas massas de ar frio mais fortes do inverno. A incursão fria será responsável por uma sequência de madrugadas frias no Sul do Brasil e vai alcançar parte do Brasil Central. No Sul, várias cidades terão extremas no patamar das mínimas e máximas da climatologia dos meses de inverno.

Veja na sequência de mapas acima as projeções de anomalia de temperatura em 850 hPa (nível de pressão de 1.500 metros de altitude) para 21h de hoje, quinta e sexta do modelo GFS, dos Estados Unidos. Atente como o ar muito mais frio que a média desta época do ano tomará conta do Sul do Brasil, alcançará São Paulo e Rio de Janeiro, e vai ter grande impacto na temperatura do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul. Em Minas Gerais, ao contrário, o impacto será pouco relevante.

Prepare-se para noites invernais

A massa de ar frio vai trazer uma sequência de madrugadas frias a partir desta quinta (31) até o começo da semana que vem como o Rio Grande do Sul e o restante do Sul do Brasil ainda não tiveram neste ano. Serão ao menos cinco madrugadas seguidas frias com mínimas típicas de inverno.

No Rio Grande do Sul, grande parte dos municípios deve ter mínimas abaixo dos 10ºC no final desta semana agora e no próximo fim de semana. A tendência é que as madrugadas mais frias sejam as desta quinta (31), sexta (1) e sábado (2), uma vez que a perspectiva é que as mínimas entrem em elevação no domingo, embora sigam baixas para esta época do ano.

Marcas de 1ºC a 3ºC podem ocorrer nos Aparados da Serra e na região de Soledade assim como em baixadas da Serra do Sudeste. Mesmo marcas em torno de 0ºC podem ocorrer nestas áreas do Rio Grande do Sul. Na região da Campanha e da fronteira com o Uruguai, mínimas de 4ºC a 7ºC, o que se espera também em diversos pontos da Serra Gaúcha, nas áreas de Caxias do Sul e Gramado. Porto Alegre deve ter entre 11ºC e 13ºC, mas na Grande Porto Alegre pode fazer entre 8ºC e 10ºC.

No Planalto Sul de Santa Catarina, as mínimas devem ser ainda menores pela maior altitude da região. Baixadas na região de São Joaquim, Urupema e Bom Jardim da Serra podem anotar mínimas ao redor de 0ºC ou abaixo de zero no final desta semana e durante o próximo fim de semana.

Geada

As mínimas previstas para algumas regiões do Sul do Brasil durante esta incursão de ar frio vão ser suficientemente baixas para provocar a formação de geada em algumas regiões. Já geou neste ano em algumas cidades do Planalto Sul Catarinense e dos Aparados, mas desta vez o fenômeno pode aparecer em outras regiões.

Os mapas acima mostram as projeções de geada do modelo meteorológico canadense agora para as madrugadas do final desta semana com indicativo de probabilidade do fenômeno não apenas nas áreas de maior altitude do Sul do Brasil. Mapas com projeções de geada de diferentes modelos podem ser consultados a qualquer hora pelo assinante em nossa seção de mapas.

Os dados sugerem a possibilidade de vir a gear em pontos localizados, por exemplo, do Planalto Médio, de baixadas da Serra Gaúcha e da Serra do Sudeste, e mesmo de forma muito isolada e fraca na Campanha. No Planalto Sul Catarinense, paisagens invernais com os campos brancos pelo gelo podem aparecer no final da semana.

Anúncios