Anúncios

Chuva em alguns dias de março foi volumosa em Porto Alegre com acumulados diários acima de 30 mm a 50 mm que contribuíram para que o mês terminasse com precipitação muito acima da média histórica | GIULIAN SERAFIM/PMPA

 

Não foi impressão, não. Porto Alegre teve um mês de março mais chuvoso que o habitual. O mês que acaba de terminar e que marcou os 250 anos de história da cidade fechou com índices de precipitação acima dos padrões históricos na capital gaúcha, encerrando um verão que foi marcado por estiagem muito forte no interior do Rio Grande do Sul e que não chegou a ser tão seco na maior cidade do Estado.


De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia, a chuva de março na estação convencional do bairro Jardim Botânico somou 185,9 mm. O valor é muito superior à média histórica de março da série 1991-2020 de 103,3 mm. Ou seja, choveu quadro o dobro do que costuma chover na cidade pela climatologia histórica.

O Oitavo Distrito de Meteorologia, consultado pela MetSul, destacou que foi o mês mais chuvoso em Porto Alegre desde janeiro, quando a precipitação totalizou na cidade 194,1 mm. Já para o terceiro mês do ano, foi o março com mais chuva na capital gaúcha desde 2016, portanto mais de meia década. Em março de 2016, com um poderoso evento de El Niño atuando, a precipitação mensal em Porto Alegre somou 302,4 mm.


Novo episódio de chuva volumosa no começo de abril

Os primeiros dois dias de abril terão a presença do sol com nuvens esparsas em Porto Alegre ainda sob influência da forte massa de ar frio que derrubou a temperatura no final de março no Rio Grande do Sul e que trouxe o clima de inverno muito antes do normal com frio intenso para esta época do ano.

Entre o domingo (3) e a segunda-feira (4), entretanto, a chuva vai retornar para Porto Alegre e com força. Vários modelos indicam que os acumulados de precipitação na cidade no começo da semana poderiam ser elevados. Alguns dados sugerem a possibilidade de volumes próximos ou acima de metade da média de precipitação de abril inteiro na soma dos dois dias.

A nebulosidade vai aumentar muito no domingo e o tempo tende a se instabilizar com chuva e possibilidade de trovoadas. A chuva poderá ser moderada em alguns momentos com risco de cair por vezes forte. A instabilidade deve persistir na capital gaúcha na segunda-feira com chance maior de precipitação entre a madrugada e o período da manhã, quando ainda não se descarta chuva moderada a ocasionalmente forte.

Anúncios