Anúncios

Intensa corrente de jato de baixos níveis atua sobre o Rio Grande do Sul nesta terça-feira, tal como era alertado pela MetSul. O vento a cerca de 1.500 metros de altitude está entre 100 km/h e 120 km/h trazendo ar muito quente para o estado.

METSUL

A sondagem por balão meteorológico das 9h da manhã de hoje do Aeroporto Rubem Berta de Uruguaiana mostrou vento perto de 100 km/h a 1.500 metros de altitude. Já a sondagem de Porto Alegre no mesmo horário indicava vento de 85 km/h a 900 metros de altitude.


Em termos leigos, a corrente de jato em baixos níveis é uma corrente de ar estreita encontrada na baixa atmosfera, normalmente em torno do nível de pressão de 850 hPa (ou cerca de 1500 metros de altitude), atuando entre um e dois quilômetros de altura.

Ou seja, é um corredor de vento nas camadas baixas da atmosfera. Estas correntes de jato em baixos níveis (JBN) a Leste dos Andes trazem ar quente e costumam se originar na Bolívia ou no Centro-Oeste do Brasil. O jato de hoje se origina na Bolívia, onde o Internacional joga hoje contra o Bolívar em La Paz.


O corredor de vento, em regra, tem uma extensão de centenas de quilômetros do Sul da região amazônica até a bacia do Rio Prata ou o Rio Grande do Sul, para onde transporta ar quente antes de frentes frias e ciclones.

Os efeitos da corrente de jato em baixos níveis se fazem sentir na superfície de três maneiras: forte elevação da temperatura, vento do quadrante Norte muito forte e energia para a formação de nuvens carregadas com tempo severo.

Dados de estações meteorológicas indicavam rajadas de vento do quadrante Norte em muitas cidades gaúchas até o final da manhã desta terça. Às 11h, a base aérea de Santa Maria estava com rajadas de 70 km/h e temperatura de 29ºC com umidade de 55%. Às 11h, a estação do Instituto Nacional de Meteorologia em Bagé reportou rajadas de 77 km/h. Várias estações automáticas particulares no interior gaúcho reportam rajadas de 50 km/h a 70 km/h.

Uma vez que a corrente de jato vai estar intensa sobre o Rio Grande do Sul durante a tarde de hoje, a tendência é que o vento Norte siga com forte intensidade, como nos vales. Há risco de transtornos como queda de árvores e falta de luz em algumas localidades. Porto Alegre não costuma sofrer os efeitos de vento Norte forte quando há um jato de baixos níveis.

O segundo efeito é na temperatura. O jato de baixos níveis traz ar muito quente que provoca uma elevação bastante acentuada da temperatura. Ao meio-dia, a temperatura estava em 32ºC em Porto Xavier e 31ºC em Santa Cruz do Sul, São Borja, Venâncio Aires, Vera Cruz e Osório. A tarde será muito quente no Oeste e Noroeste que não sofrem os efeitos da frente quente com instabilidade.

O terceiro efeito é instabilidade. O jato de baixos níveis, com o vento intenso e o ar quente, garante o aporte de energia para a formação de forte instabilidade no Sul e no Leste gaúcho com a formação de uma frente quente associada a um centro de baixa pressão profundo. Vária cidades reportaram queda de granizo na manhã desta terça, risco que segue no restante do dia.

Anúncios