Anúncios

Rádio Cacique de Lagoa Vermelha

“Grande risco é granizo e na Metade Norte”, destacava a MetSul Meteorologia nos seus alertas. E, como previsto, o granizo foi o grande destaque do tempo no Rio Grande do Sul durante a quinta-feira, afetando a Metade Norte gaúcha.


 

O dia já começou com forte instabilidade no Estado. Porto Alegre amanheceu com raios e intensas trovoadas. Bairros do Sul da Capital chegaram a registrar 50 mm, ou metade da média histórica de chuva de outubro, somente entre o fim da madrugada e o começo da manhã. As áreas de instabilidade que afetaram a Capital avançaram para Nordeste e atingiram o Litoral Norte gaúcho com chuva torrencial. Xangri-lá teve uma tempestade com granizo durante a manhã.

Agora, como se previa, o pior do tempo severo ocorreu à tarde em cidades da Metade Norte, onde a atmosfera estava mais aquecida e, assim, com maiores taxas de instabilidade. Granizo foi registrado em várias cidades, especialmente no Alto Jacuí, Planalto Médio e nos Campos de Cima da Serra.

Em Soledade, o granizo foi de tamanho médio a grande e fez danos. As pedras chegaram a ter o tamanho de laranjas. O pior, porém, se deu em Lagoa Vermelha. O granizo não apenas foi médio a grande, o que destelhou casas, como caiu em grande quantidade e chegou a acumular nas ruas. Parecia até que tinha nevado.

O risco de granizo segue hoje em Santa Catarina, Paraná e São Paulo, não podendo se afastar o fenômeno isoladamente no Norte gaúcho da tarde pra noite.

 

Anúncios