Anúncios

Foguete da missão Artemis será levado para um hangar em Cabo Canaveral com a proximidade do furacão Ian que atingirá o estado norte-americano da Flórida | JIM WATSON/AFP/METSUL METEOROLOGIA

O novo megafoguete da NASA para retornar à Lua será devolvido para seu hangar para ficar protegido do furacão Ian, informou a NASA, A agência espacial norte-americana, uma operação que adia mais uma vez, e desta vez por tempo indeterminado, a decolagem da tão esperada missão Artemis 1.

Os funcionários da NASA “se reuniram e tomaram essa decisão com base na última previsão para o furacão Ian”, afirmou a agência em seu site. O foguete, de 98 metros de altura, encontra-se, no momento, em sua plataforma de lançamento no Centro Espacial Kennedy, na Flórida.


A complexa manobra para devolvê-lo ao gigantesco prédio de montagem, a poucos quilômetros de distância, começou hoje. O foguete será transportado em enorme plataforma, avançando muito lentamente, para evitar ao máximo vibrações que possam danificá-lo. Esta é “a decisão correta” para manter as tripulações e o foguete “a salvo”, escreveu o administrador associado da NASA, Jim Free.

A expectativa é que o furacão Ian, que passa agora por Cuba, desloque-se em direção à Flórida no final desta semana, após avançar pelo Leste do do Golfo do México. A NASA esperou até o último minuto para tomar a decisão. Se o foguete tivesse sido mantido na plataforma de lançamento, sua decolagem poderia ter sido programada após a passagem de Ian.


Agora, porém, não haverá tempo para levar o foguete de volta à plataforma antes do fim da atual janela de lançamento, que vai até 4 de outubro. A NASA ainda não deu se pronunciou sobre uma nova data de lançamento. O próximo período de decolagem foi estabelecido entre 17 e 31 de outubro, com a possibilidade de decolagem diária, à exceção dos dias 24 a 26 de outubro e 28 de outubro.

A próxima janela de lançamento está marcada para o período de 12 a 27 de novembro, excluindo-se os dias 20, 21 e 26. Depois de duas tentativas de lançamento canceladas no último minuto há algumas semanas, em particular devido a um vazamento de combustível durante o enchimento dos tanques do foguete, esse novo contratempo é um revés para a NASA. Cinquenta anos após a última missão do programa Apollo, a Artemis 1 tem como objetivo verificar se a cápsula Orion, na parte superior do foguete, é segura para transportar humanos à Lua no futuro.

Anúncios