Anúncios

O furacão Delta toca terra nesta noite no estado norte-americano da Louisiana. A região já enfrenta chuva forte e intenso vento. Delta é um furacão categoria 2 com vento ao redor de 200 km/h e deve trazer danos por elevação da maré de até quatro metros, vento destrutivo, inundações e possíveis tornados isolados. A tempestade está enfraquecendo, mas chega ainda com grande força à costa do Golfo do México, nos Estados Unidos. O furacão fez estragos na região de Cancún, no México, na quarta-feira.


Delta vai atingir a mesma região que foi arrasada semanas atrás pelo furacão Laura, que teve categoria 4. Maisa de 70% das casas e prédios nas áreas mais atingidas por Laura ainda estão sem telhados, logo a destruição de um furacão vai se somar a de outro com intervalo de poucas semanas. O último furacão categoria 2 a tocar terra na Lousiana no mês de outubro foi Hilda em 1964.

A última vez em que vários furacões tocaram terra na Lousiana numa mesma temporada foi em 2005 com Cindy, Katrina e Rita. Delta será o primeiro furacão identificado com o alfabeto grego a tocar terra na área continental dos Estados Unidos desde que tiveram início os registros. Este ano é o segundo apenas a ter o uso do alfabeto grego após a lista de nomes para tempestade se esgotar pelo alto número de ciclones tropicais. Antes, só em 2005. É o quinto furacão a tocar terra na área continental dos Estados Unidos neste ano, juntamente com Hanna, Isaias, Laura e Sally. A última vez que cinco furacões alcançaram os Estados Unidos numa mesma temporada foi em 2005.

Antes de perder força, Delta chegou a ter categoria 3 e 4 em alguns momentos. Desde 1996, na era dos satélites, no mês de outubro, somente outros cinco furacões foram de categoria 3 ou superior no Golfo do México: Inez (1966), Opal (1995), Lili (2002), Wilma (2005), e Michael (2018).

Anúncios