Anúncios

Imagens de satélite da manhã desta segunda-feira (14) divulgadas pela agência espacial norte-americana NASA mostravam enorme quantidade de fumaça de queimadas sobre o estado do Mato Grosso do Sul e parte desta fumaça era transportada por correntes de vento para o Paraná e o interior do estado de São Paulo. A fumaça é oriunda de incêndios na região do Pantanal e na Amazônia Legal.

Ontem, a cidade de Curitiba já teve muita fumaça em suspensão na atmosfera. Imagens recebidas pela MetSul em suas redes sociais mostravam o que parecia uma névoa durante a tarde na capital paranaense, mas, na realidade, era fumaça de queimadas.

Curitiba no domingo (Rafael Xavier)

A MetSul antecipa que nos próximos dias, de acordo com dados de modelos de dispersão de aerossóis, pode ser esperado grande fluxo de fumaça do Pantanal e da região amazônica para o Mato Grosso do Sul, o Sul do Brasil e o estado de São Paulo. No fim de semana, a fumaça se concentrará mais no Centro-Oeste e no Sudeste do país.

Anúncios