Sim, a previsão é de neve para as próximas horas na Austrália em pleno meio do verão e no começo de fevereiro. Uma massa de ar polar extremamente forte para esta época do ano que avançou pelo Oceano Antártico trará as temperaturas mais baixas em quase duas décadas em pontos do Sudeste australiano.

Nesta sexta-feira, a neve pode cair em áreas de maior altitude do Sudeste e do Sul australiano com temperaturas máximas abaixo dos 20ºC no auge do verão na cidades de Melbourne, Adelaide, Canberra e Hobart.


Se para os moradores do Sudeste da Austrália a massa de ar frio significará retirar do armário as roupas de inverno, mais ao Norte, em Sydney e no norte de Nova Gales do Sul, o frio fora de época será recebido com portas e janelas abertas, pois o ar frio da Antártida elimina o calor e a umidade sufocantes do verão.

As temperaturas já vinham caindo nos estados do Sul, já que a primeira de duas frentes trouxe ar frio do Oceano Antártico, mas uma frente mais vigorosa com ar direto da Antártida chegou ao Sul da Austrália e Victoria nesta quinta-feira.

O que se seguirá nesta sexta-feira é um dia no meio do meio verão que lembra o inverno, com as temperaturas máximas caindo até 15°C abaixo da média. Será especialmente frio ao longo das montanhas, levando a neve a uma altitude entre 1.300 e 1.500 metros em montanhas de Victoria e Nova Gales do Sul, equivalente à linha de neve frequentemente vista durante o inverno. Este evento pode trazer a neve mais pesada de fevereiro desde a queda de 20 cm em 2005.


A massa de ar polar trouxe temperaturas excepcionalmente frias durante esta quinta. Por exemplo, em Mt Lofty, em Adelaide Hill, fazia apenas 10,9°C ao meio-dia. A máxima média de fevereiro na estação meteorológica de 685 metros de altitude é de 22,5°C. Adelaide estava com apenas 19,8°C ao meio-dia. Sua máxima média em fevereiro é de 28,5°C.

Neve de verão nas regiões montanhosas de Victoria, Tasmânia e Nova Gales do Sul não é comum, mas não é inédito. Houve vários episódios de neve no início de dezembro de 2022, dias antes do Natal. Em 2005 e 2017 nevou no meio do verão.