Frente fria chegou com raios em Uruguaiana, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, no final da quarta-feira | DOUGLAS CUNHA

Uma frente fria será a grande protagonista do tempo no Sul do Brasil nesta quinta com um combo de chuva, raios, risco de temporais isolados, e queda acentuada da temperatura com o ingresso de uma massa de ar frio acompanhada de vento no Rio Grande do Sul.

As imagens de satélite do final da madrugada desta quinta-feira mostravam o sistema frontal se estendendo por centenas de quilômetros pelo Nordeste da Argentina, o estado gaúcho e o Oceano Atlântico. Na linha frontal ocorria chuva com a máxima atividade da frente sobre o Nordeste argentino, onde chovia muito com temporais.


Em sua passagem pelo Uruguai, a frente trouxe chuva irregular em vários departamentos e ainda algumas tempestades. Forte temporal com granizo mediano e vento atingiu pontos do departamento de Rivera, junto à fronteira com o Brasil, no final da quarta-feira.

Até o final da madrugada desta quinta, os acumulados de chuva em 24 horas no Rio Grande do Sul atingiam 40 mm em Jaguarão, 36 mm em Arroio Grande, 25 mm em Santiago, 23 mm em Canguçu, 22 mm em Bagé, 19 mm em Mostardas, 17 mm em Pelotas, 16 mm em Rio Grande, 15 mm em Pedro Osório, 14 mm em Santa Maria e 11 mm em São Lourenço do Sul.

A massa de ar frio que acompanha a frente chega acompanhada de vento com rajadas que não chegam a ser intensas na maioria dos municípios. Houve rajadas de 68 km/h no Chuí, 56 km/h em Dom Pedrito, 52 km/h em Canguçu, 51 km/h em Santiago.

O deslocamento da frente era muito nítido nas imagens dos sensores das descargas elétricas na madrugada desta quinta. Uma faixa com raios se estendia do Nordeste da Argentina até o Atlântico, demarcando o sistema frontal.


Com o avanço da frente fria, o Rio Grande do Sul terá hoje um dia de muitas nuvens e tempo instável. O sol até deve chegar a aparecer em alguns municípios, especialmente no Norte, onde a chuva chega mais tarde, e em pontos do Oeste e do Sul, onde o tempo deve começar a melhorar com o avanço de ar mais seco e frio.

Chove na maioria das regiões no decorrer do dia, mas as precipitações devem ser irregulares e, no geral, com baixos volumes. Pontos isolados podem ter chuva forte. Na segunda metade do dia, cresce o risco de chuva localmente forte e de temporais isolados no Noroeste e no Norte do estado à medida que uma linha de instabilidade associada a um centro de baixa pressão com temporais vai avançar do Nordeste da Argentina e do Paraguai para o Oeste de Santa Catarina e do Paraná.

Com a chegada do ar frio, a temperatura nesta quinta será significativamente menor, mas no Médio e Alto Uruguai o dia ainda será abafado. As temperaturas à tarde vão estar 10ºC a 15ºC abaixo das marcas da tarde da quarta-feira na maioria dos municípios.

Em Porto Alegre, por exemplo, a máxima ontem chegou a 33,8ºC, contudo nesta quinta a temperatura deve estar em torno de 20ºC a 22ºC durante a tarde. Algumas cidades dos vales que tiveram até 35ºC à tarde ontem vão registrar 18ºC a 20ºC hoje à tarde.

As mínimas do dia em muitas cidades ocorrerão no final desta quinta-feira. O dia vai terminar com frio em cidades do Sul e da Campanha com marcas às 21h ao redor de 12ºC a 13ºC em algumas cidades e até menores na Serra do Sudeste pelo efeito da altitude.

E na região metropolitana? A nebulosidade aumenta muito na Grande Porto Alegre nesta quinta por efeito da frente fria com probabilidade de chuva e garoa no decorrer do dia. O maior efeito da frente fria, entretanto, será na temperatura que será significativamente menor do que ontem com marcas à tarde 10ºC ou mais abaixo do que registradas ontem na região no mesmo horário à tarde. O ar mais frio ingressa com vento moderado e algumas rajadas na Grande Porto Alegre.