Anúncios

Frente fria que chega ao Rio Grande do Sul amanhã é visível agora nas imagens de satélite sobre o Centro da Argentina | NOAA

Frente fria chega ao Rio Grande do Sul amanhã, mas o impacto do sistema frontal não será relevante. O sistema frontal já pode ser visto nas imagens de satélite do começo da manhã desta segunda-feira (14) atuando sobre províncias do Centro-Sul da Argentina, onde traz aumento de nuvens e escassa precipitação.

Trata-se de uma frente fria de muito fraca atividade, o que explica o fato de proporcionar aumento de nuvens e pouco ou nada de precipitação na Argentina. Essa condição não vai se alterar ao chegar ao Rio Grande do Sul, devendo a frente se manter muito fraca.


Por isso, depois de uma segunda-feira de tempo ensolarado e céu azul na maioria das áreas do Estado, a previsão do tempo da MetSul é que a frente avance durante a terça-feira pelo território gaúcho com aumento de nuvens.

Até pode ocorrer precipitação amanhã, em especial em localidades da Metade Leste do Rio Grande do Sul, mas a esmagadora maioria dos municípios gaúchos deve passar a terça sem nenhuma gota. Nos poucos locais em que se registrar precipitação durante esta terça, ela será muito fraca na forma de chuva leve ou garoa, logo os volumes devem ser por demais inexpressivos.

Esta frente fria precede uma massa de ar frio de origem polar que começa a ingressar no Rio Grande do Sul já nesta terça-feira com a rotação do vento para Sul e será responsável por madrugadas frias na segunda metade da semana, especialmente nas madrugadas de quarta e quinta-feira. 


O frio deve ser mais intenso em municípios da Campanha, da área de fronteira com o Uruguai e no Sul gaúcho.

Anúncios