Anúncios

Temporais avançam pelo Sul do Brasil desta a tarde desta terça-feira e causam estragos. Houve registro de granizo e vendavais no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina com danos isolados. A instabilidade acompanha uma área de baixa pressão que favorece tempestades fortes e até severas em pontos localizados.

Em Santa Catarina, no começo da tarde, os Bombeiros do município de Itapiranga, no Oeste catarinense, foram acionados para atender várias ocorrências resultantes de um intenso vendaval na localidade.


A corporação realizou cortes de arvores, desobstruiu vias interrompidas por queda de galhos e árvores, e ainda fez a distribuição de lonas para os moradores que tiveram danos nos telhados de suas casas pelo forte vento.

Foram cortadas em torno de 15 arvores que obstruíam vias, distribuídos cerca de 150 metros quadrados de lona. Uma residência teve o telhado totalmente arrancado pela força do vento e houve destelhamentos parciais de diversas edificações agrícolas.


Equipes da Policia Militar, Celesc, Bombeiros e da Prefeitura Municipal participaram dos trabalhos de atendimento às ocorrências do vendaval que deixou pontos do município sem luz na tarde de hoje.

BOMBEIROS DE ITAPIRANGA

BOMBEIROS DE ITAPIRANGA

BOMBEIROS DE ITAPIRANGA

BOMBEIROS DE ITAPIRANGA

O temporal não se limitou a Itapiranga. Uma tempestade com chuva torrencial que veio com granizo causou transtornos durante a tarde em Videira, no Meio-Oeste de Santa Catarina. Segundo informações da Defesa Civil Municipal, choveu cerca de 40 milímetros em curto intervalo. Houve registro de alagamentos, destelhamentos e obstrução de vias, além de enxurradas em alguns pontos da cidade.

No Rio Grande do Sul, um forte temporal de granizo atingiu o município de Sananduva, no Norte do Rio Grande do Sul, na região de Lagoa Vermelha, no começo da tarde desta terça-feira. A tempestade afetou principalmente localidades da zona rural do município.

As pedras de gelo caíram em grande quantidade e tiveram tamanho médio a grande em alguns pontos. Moradores da zona rural de Sananduva registraram em fotos e vídeos o forte temporal do começo da tarde e recolheram as pedras de gelo que chegaram a ter o tamanho de limões. As lavouras sofreram os efeitos das pedras de granizo e ficaram cobertas de gelo.

REDES SOCIAIS

O forte temporal de granizo se deu a partir de uma supercélula de tempestade que se formou no final da manhã e no começo da tarde em setores mais a Noroeste dos Campos de Cima da Serra a partir do aquecimento diurno e o ingresso de umidade com um centro de baixa pressão que se desloca do Nordeste da Argentina.

A MetSul Meteorologia alerta que os temporais prosseguem na noite desta terça entre o Norte do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e o Centro-Sul do Paraná com risco de chuva localmente forte a torrencial e possibilidade de novas ocorrências localizadas de vendavais e granizo.

No decorrer da quarta, o risco de tempo severo prossegue em Santa Catarina e no Paraná, mas a tendência é de gradual melhora do tempo a partir do Oeste dos dois estados. Os temporais vão avançar então para o estado de São Paulo e podem alcançar a capital paulista.

No estado gaúcho, por sua vez, a madrugada desta quarta-feira tem muitas nuvens e chuva ainda em diversas regiões e que, isoladamente, pode ser até forte. No decorrer do dia, porém, a cobertura de nebulosidade diminui e o sol aparece em todo o estado. Já de manhã muitas áreas terão a presença do sol. No fim do dia, nuvens que avançam do Uruguai podem trazer chuva em pontos do Sul gaúcho.

A quarta-feira será agradável na maioria das cidades gaúchas. O amanhecer é ameno em muitos municípios e a tarde tem um pouco de calor com maior aquecimento na Metade Oeste, mas sem máximas muito elevadas e que devem ficar ao redor ou pouco acima de 30ºC.

Anúncios