Anúncios

As altas taxas de instabilidade atmosféricas favorecem temporais, alguns fortes, na região Sudeste do Brasil. Conforme análise dos meteorologistas da MetSul, o mais alto risco de temporais de chuva forte, vento e granizo se concentra nos estados de São Paulo e Minas Gerais, mas áreas do Rio de Janeiro podem ter chuva forte.

É altíssima a probabilidade na tarde desta quarta-feira de tempestades severas localizadas de vento e granizo no estado de São Paulo e em pontos de Minas Gerais. Há risco de temporal na segunda metade do dia na região de Belo Horizonte.

Ontem, um forte temporal castigou municípios do Sul de Minas Gerais. Casas ficaram destelhadas e árvores caídas, e ainda houve alagamentos e intensa chuva de granizo. As cidades mais atingidas foram as de Alfenas, Machado, Paraguaçu e Santa Rita de Caldas. Uma nuvem funil chegou a se formar.

Em Betim, região metropolitana de Belo Horizonte, um prédio tombou por causa da chuva. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a obra estava em fase de conclusão e não tinha ninguém no local. Cerca de 15 famílias vizinhas da construção ficaram desabrigadas. Ninguém ficou ferido.

Em São Paulo, intensa tempestade granizo que chegou a acumular branqueou a rodovia Dom Pedro no município de Nazaré Paulista. A rodovia teve até que ser interditada por duas horas, o que gerou um congestionamento de dez quilômetros.

No Sul do Brasil, a instabilidade nesta quarta-feira é maior no estado do Paraná, que tem uma quarta-feira chuvosa na maioria dos municípios e pancadas localmente fortes com risco de temporais isolados de vento e granizo.

Anúncios