Anúncios

Um grande incêndio seguia fora de controle ontem entre La Esmeralda e o balneário de Punta del Diablo, no departamento uruguaio de Rocha, perto do Chuí. A fumaça podia ser vista da beira da praia (foto) e por dezenas de quilômetros, até de Santa Vitória do Palmar, no lado brasileiro da fronteira. Militares do Exército e da Força Aérea do país vizinho atuam no combate às chamas.

Com a virada do vento, emitiu-se no fim da tarde de ontem uma ordem de evacuação porque o fogo poderia rumar para moradias. Tempo muito seco e quente contribuiu para o incêndio. Ontem, a temperatura na região chegou a 36ºC com umidade de apenas 25%.

No lado brasileiro da fronteira, muitos focos de fogo eram observados no Extremo Sul gaúcho ontem, como na Barra do Chui e no Hermenegildo. 

Hoje, o risco de fogo é alto na maior parte do Rio Grande do Sul e será extremo em parte da Metade Sul, como mostra a projeção do modelo europeu.

Uma grande massa de ar quente cobre o Cone Sul. Na terça-feira, a cidade de Buenos Aires registrou o 4º dia mais quente em dezembro na década atual com 37,9ºC de máxima no observatório central de Villa Ortúzar.

Aqui no Rio Grande do Sul, como se antecipava, o calor voltou a ser muito intenso ontem. Fez 38,0ºC em Santa Rosa, 37,4ºC em Teutônia, 37,1ºC em São Gabriel, 37,0ºC em Canoas e em Jaguarão, 36,8ºC em São Leopoldo, 36,5ºC em Campo Bom, 36,4ºC em Novo Hamburgo e 36,0ºC em Livramento.

Nesta quinta, o dia será ainda muito quente em um grande número de municípios gaúchos, mas áreas de instabilidade, que no final do dia de ontem traziam temporais na Argentina, devem trazer chuva irregular e risco de temporais com vento e granizo nesta quinta-feira para o território gaúcho. Como a temperatura vai esta muito alto na hora da virada do tempo, o maior risco em caso de temporal é vendaval em alguns pontos.

 

Anúncios