Anúncios

A situação melhora no Noroeste e no Nordeste do Estado com a forte baixa do Rio Uruguai, mas a enorme vazão do Norte se desloca para Sul e o quadro se agravará muito na Fronteira Oeste esta semana. Hoje, o quadro é pior em São Borja e Itaqui e tende a se agravar, em especial em Itaqui. A cheia chegará forte também em Uruguaiana. O mais recente levantamento da Defesa Civil indica 7665 pessoas fora de casa no Estado contra mais de 11 mil ontem. Há 62 municípios afetados. São 170 pessoas fora de casa em Itaqui e 1300 em São Borja. Os milhares de desabrigados e desalojados pela chuva intensa no Noroeste, Norte, Oeste e o Centro do Rio Grande do Sul agora enfrentam ainda o frio, o que é bem pior estando fora de casa.




Hoje já é um dia de temperatura baixa e para amanhã e quarta são esperadas marcas bem menores. Com o ar mais seco a partir desta terça, o resfriamento noturno será maior, favorecendo noites geladas. Fará frio em todas as regiões e diversas, inclusive, tendem a ter geada. O amanhecer mais frio será o de quarta, quando quase todo o Rio Grande do Sul terá mínimas abaixo de 5ºC. Algumas das cidades com desabrigados do Norte e do Noroeste podem ter marcas perto de 0ºC em zonas de baixada. Na área de fronteira com o Uruguai, Serra e Aparados da Serra mínimas ao redor de 0ºC em vários pontos, não sendo descartadas marcas negativas. Em Porto Alegre, ao redor de 5ºC no amanhecer de quarta-feira com marcas menores em cidades da região metropolitana como Canoas. Com o frio e as enchentes, que têm tudo para se repetir ao longo deste inverno, cresce em importância a tradicional Campanha do Agasalho. Dúvidas sobre locais de coletas de donativos podem ser esclarecidos na Central de Doações pelo (51) 3288-6781 e (51) 8443-7446. (Fotografia de Raphael Seabra/Governo do Estado)

Anúncios