Anúncios

Enchentes castigam neste momento as províncias argentinas de Formosa, Misiones, Corrientes e Chaco com milhares de pessoas desabrigados e um salto até agora de três mortos. Continua chovendo em Misiones e os rios da província apresentam níveis que são descritos como “extraordinários”. O governo local declarou emergência econômica, agropecuária e viária. O último balanço oficial indicou 6136 pessoas fora de casa em Misiones e 926 casas inundadas, além de 122 outras destruídas.




O governador Maurice Closs, depois de percorrer as áreas inundas, descreveu a situação como “dramática” neste fim de semana. “O que está acontecendo em Misiones supera os desastres de 1983, quando os picos dos rios atingiram valores históricos”. Em Corrientes, na cidade de Santo Tomé que faz fronteira com São Borja já existem 200 desabrigados. A MetSul Meteorologia alerta que a enchente se agravará muito nos próximos dias em Corrientes (efeitos em Uruguaiana e Itaqui) com a chegada do volume de água do Norte e no decorrer da semana o Litoral Oeste do Uruguai também sofrerá com inundações.

Anúncios