Chuva intensa causou alagamentos e inundações em Joinville | REPRODUÇÃO

Joinville está em emergência após chuva muito intensa. A maior cidade de Santa Catarina decretou situação de emergência na manhã deste domingo durante reunião do gabinete de crise da prefeitura que avaliou as consequências da chuva das últimas horas, que causaram alagamentos e pontos de inundações.

De acordo com a Prefeitura de Joinville, até o momento todas as pessoas que tiveram que deixar suas casas se acomodaram nas residências de parentes ou conhecidos, assim não foi necessária a montagem abrigo emergencial. Equipes de obras estão nas ruas para apoiar as tarefas da Defesa Civil.

Os bairros mais atingidos pela chuva em Joinville foram Anita Garibaldi, Boehmerwald, Bucarein, Centro, Glória, Itinga, Itaum, João Cosa e Paranaguamirim, conforme o balanço da Prefeitura. As águas invadiram residências e estabelecimentos comerciais. Foram contabilizadas até agora 50 ocorrências: 20 por deslizamentos, cinco por quedas de muro, duas de quedas de árvore e 23 por alagamentos em imóveis particulares.

A Prefeitura de Joinville informa precipitação superior a 200 mm na cidade. Na rede do Centro Nacional de Monitoramento de Desastres (Cemaden), o maior acumulado nas últimas 48 horas foi de 148 mm. No mesmo período, estação da Epagri acusou 119 mm.

A chuva forte não se limitou à cidade de Joinville. Outros municípios do Nordeste do estado de Santa Catarina também anotaram chuva forte a intensa. Os acumulados em 48 horas até o começo da tarde deste domingo atingiam 250 mm em Araquari, 117 em Jaraguá do Sul e 109 mm em Guaramirim.

A chuva forte que atingiu pontos do Nordeste de Santa Catarina não foi consequência de nenhum sistema meteorológico de grande escala. Resultou de áreas de instabilidade fortes e isoladas geradas pelo ar quente e úmido de origem tropical, que se formaram também em pontos do Leste do Paraná e de São Paulo.

Enfatizamis que a MetSul Meteorologia emitiu um alerta de risco de chuva localmente forte a intensa para os três estados do Sul do Brasil nesta semana, válido até quinta-feira, esperando-se novas ocorrências de chuva excessiva localizada com transtornos. No caso do estado de Santa Catarina, o risco é para todas as regiões e não apenas o setor Nordeste que agora sofre as consequências de precipitação volumosa.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.