Anúncios

Uma morte, mais de 3 mil desalojados, escolas fechadas, estradas interrompidas, rios fora do leito, campos inundados e centenas de casas debaixo d’água. É o saldo da chuva intensa deste começo de semana na Argentina. Sete províncias são castigadas pelo mau tempo. O pior se verifica em Neuquén, Córdoba e Santa Fé. Na madrugada de hoje, chuva intensa foi registrada na cidade de Buenos Aires com alagamentos. Raio atingiu um avião da LAN no Aeroparque na madrugada desta terça e deixou um ferido. No fim de semana, Santiago del Estero e Catamarca foram as áreas mais afetadas pela chuva.


Em Neuquén, a precipitação superou 200 mm em alguns pontos da província. Foi a maior chuva desde 1975, segundo o governo local, e provocou o colapso da infra-estrutura na região com ruas inundadas e rodovias ou alagadas ou destruídas. Aulas e serviços públicos estão suspensos desde ontem. A água chegou a um metro em alguns locais da cidade de Neuquén. São 1300 desalojados na província. Foram acionados os militares para auxiliar a população afetada pela chuva excepcional.


A intensa instabilidade em Neuquén decorreu de uma área de baixa pressão que durante as últimas horas se converteu em um ciclone extratropical (letra B na imagem de satélite abaixo das 9h de hoje) e que está com o seu centro  situado neste momento entre o Norte da Patagônia e o Sul da província de Buenos Aires. O ramo frontal do ciclone já afeta o Rio Grande do Sul com chuva desde cedo em pontos do Oeste e do Sul do Estado. Até 9h30m da manhã havia chovido 46 mm em Livramento.


Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

O sol aparece com nuvens na maioria das regiões neste terça, mas da tarde para a noite deve chover na maior parte do Estado. Há risco de chuva forte localizada e de temporais isolados. O mau tempo afetará principalmente o Centro, Oeste e o Sul. Amanhã, a chuva se concentra mais sobre o Norte e o Nordeste do Estado e pode ser localmente forte. Da tarde para a noite de quinta o tempo volta a se instabilizar na maioria das áreas do Rio Grande do Sul e pode ter chuva localmente forte e temporais isolados. A sexta e o sábado são dias que preocupam devido à perspectiva de chuva volumosa em algumas regiões.

Anúncios