Anúncios

Reforço de ar polar seco que ingressa hoje no Sul do Brasil manterá o tempo firme até sábado na maior parte da região, exceto áreas de Santa Catarina e do Paraná que ainda devem ter chuva hoje. As madrugadas desta sexta e do sábado serão gélidas com marcas negativas e geada generalizada na parte meridional do país.

Durante o domingo haverá o rápido ingresso de ar quente e úmido de Norte. O ar quente, so avançar sobre a massa de ar frio, vai formar uma frente quente e instabilizar o tempo com chuva no decorrer do dia.


Frentes quentes são muito menos comuns que frentes frias no nosso clima local. Ocorrem essencialmente no inverno e poucas vezes, notadamente em junho. Com frequência são identificadas incorretamente em previsões do tempo na mídia como frente frias, a despeito da origem ser totalmente distinta, no caso avanço de ar quente sobre frio e não ar frio avançando sobre quente que é o mais comum.

Frentes quentes, ademais, têm um histórico de provocar chuva forte a intensa, não raro com volumes muito elevados. É um sistema que ainda costuma vir acompanhado de raios e com grande frequência granizo. O risco de eventos de chuva localmente forte a intensa com muitos raios e granizo (até de maior diâmetro) é altíssimo no Sul do Brasil, particularmente entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, no começo da semana. Porto Alegre está na área de risco.

Modelos numéricos analisados pela MetSul apontam temperatura em 850 hPa (nível de 1500 metros de altitude) de até 17°C ou 18°C no domingo e na segunda-feira e com chuva. Significa que a instabilidade estará ocorrendo sob uma atmosfera muito quente e bastante instável, propícia à chuva forte e granizo. Os dados apontam a segunda-feira como o dia com mais alto risco de granizo.

Para se ter ideia do componente térmico da instabilidade que se adverte, a temperatura nesta quinta-feira em Porto Alegre no nível de 850 hPa baixa a 0°C, logo a instabilidade ocorrerá no domingo e na segunda-feira com temperatura quase 20°C superior a de hoje a cerca de 1500 metros de altitude.


Na terça, a frente deixará de ser quente e passará à fria à medida que deixará de ser impulsionada por ar quente de Norte e passará a ser movimentada por ar frio de Sul. Essa mudança manterá o tempo instável assim como o risco de chuva forte e temporais.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios