Anúncios

Chuva de verão na tarde de 22 de de fevereiro de 2016 em Gramado | Alexandro Amaro/Arquivo MetSul

O Rio Grande do Sul registrou nesta quinta-feira (28) as primeiras pancadas de chuva em meses geradas pela combinação de calor e umidade, a famosa “chuva de verão”. Pancadas localizadas, como era previsto pela MetSul, atingiram pontos dos Campos de Cima da Serra, da Serra e do Alto Uruguai. Às 17h, nuvens isoladas traziam chuva muito localizada na área de Caxias do Sul.

Começou, assim, o regime de chuva de verão no estado gaúcho. Entre grande parte do outono e novembro, todos os anos, a chuva no Rio Grande do Sul tem como causa sistemas de grande escala como centros de baixa pressão ou ciclones, frentes frias ou quentes, e ainda pela circulação de umidade de centros de alta pressão no oceano.


No verão, a maioria destas situações de maior escala ainda traz chuva, apesar de maneira menos frequente, mas, por outro lado, soma-se uma outra causa para a precipitação que é convecção (movimentos ascendentes do ar na atmosfera) ativada pela temperatura mais alta.

Por isso, principalmente entre novembro e março, é comum que ocorra chuva isolada da tarde para a noite. Não raro, mais em dias de intenso calor, tais pancadas podem trazer volumes altíssimos de chuva em curto período com alagamentos e inundações repentinas. Há vários precedentes de chover em meia hora ou uma hora o que é comum chover na média da metade de um mês ou até um mês todo.

Também nestes dias tórridos, com marcas de 35ºC a 40ºC, cresce o risco de tempestades localizadas intensas com vendaval e granizo. Os temporais às vezes são severos e com danos, podendo desencadear até tornados e microexplões atmosféricas. Foi o que, por exemplo, ocorreu no temporal arrasador que atingiu Porto Alegre em janeiro de 2016.

Estas pancadas e temporais muito isolados e passageiros associados ao calor que ocorrem no período quente do ano são verdadeiro tormento para quem prevê o tempo.

Nuvem Torre Cumulus que trazia chuva às 17h de hoje em Caxias do Sul vista da zona Norte de Porto Alegre que tinha céu azul e claro na cidade | Cristiano Noro

Por quê? É possível prever pancadas e temporais isolados numa determinada região, mas estabelecer exatamente onde ocorrerão com antecedência é muito difícil.


São inúmeros os casos de parte de uma cidade estar com sol e calor na mesma hora que outra parte da mesma localidade, a poucos quilômetros, estar sob chuva e temporal. Ou uma cidade estar com chuva e o município imediatamente ao lado estar com sol.

É o que leva muita gente a questionar nas redes sociais durante o verão onde está a chuva que a Meteorologia indicou para a sua cidade. A previsão não está necessariamente errada. Pode ter chovido alguns bairros adiante de onde a pessoa reside.

Anúncios