Anúncios

Nuvem que provocou temporal muito isolado em Gravataí na tarde de hoje vista de Porto Alegre | CARLOS KIST

O Rio Grande do Sul se aproxima de ter metade dos seus 497 municípios em situação de emergência devido à estiagem, mas não tem deixado de chover no estado. O problema, e grave, é que a chuva tem caído de forma extremamente irregular e mal distribuída a cada dia, não alcançando muitas cidades.

A escassez de chuva afeta principalmente o Oeste do estado, onde a seca é mais severa e acompanhada de calor muito intenso. Hoje, para se ter ideia, as maiores máximas no Rio Grande do Sul na rede oficial mais uma vez se deram no Oeste gaúcho.


Os termômetros indicaram nesta terça 37,7ºC em Quaraí, 37,6ºC em Uruguaiana e 37,4ºC em São Borja. Como a MetSul Meteorologia mostrou, animais desmaiam pela fome e sede em Uruguaiana, na Fronteira Oeste.

As pancadas de chuva associadas ao calor se concentraram nesta terça-feira na Metade Leste gaúcha. Choveu, por exemplo, em cidades do extremo Sul gaúcho, na região de Pelotas, em pontos do Centro-Serra e dos vales, e ainda em algumas cidades da Serra Gaúcha e do Litoral Norte.


Em Pelotas, uma pancada de chuva muito forte acabou trazendo alagamentos na tarde de hoje. Já na região metropolitana, um temporal muito isolado com chuva forte e vento atingiu apenas parte do município de Gravataí.

Em Morungava, área rural do município, caiu granizo. Em alguns setores de Gravataí sequer choveu. Na mesma hora, a poucos quilômetros, Porto Alegre tinha sol e calor. A máxima na capital foi de 35,6ºC.

A MetSul projeta a continuidade deste cenário de pancadas de chuva e temporais isolados no Rio Grande do Sul da tarde para a noite desta quarta e no restante da semana. A chuva seguirá muito mal distribuída.

O primeiro dia de fevereiro terá o sol e o calor como protagonistas no tempo. A quarta-feira terá a presença do sol em todas as regiões gaúchas, embora com nuvens esparsas em muitas cidades.

A massa de ar muito quente sobre o estado traz outro dia de calor intenso na maioria das localidades com muitas cidades registrando máximas perto ou ao redor de 35ºC, caso de Porto Alegre.

O calor será mais intenso na Metade Oeste, onde ganha força em relação a ontem, e são esperadas temperaturas máximas perto dos 40ºC na região de Uruguaiana. O calor pode gerar chuva extremamente isolada, sobretudo no Leste gaúcho.

Já na quinta o cenário muda e se projeta chuva com possibilidade de tempestades localizadas em um número muito maior de cidades à medida que instabilidade vai avançar a partir do Oeste para todas as regiões gaúchas. Na sexta e no fim de semana, novas ocorrências de chuva e temporais em setores isolados do estado. Gaúcgh

Anúncios