Anúncios

Moradores observam as águas da enchente da varanda de sua casa em West Ipswich, estado australiano de Queensland, na manhã deste sábado | PATRICK HAMILTON/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Chuvas torrenciais atingiram o Leste da Austrália neste sábado, elevando as águas das enchentes a níveis não vistos em décadas em algumas cidades, inundando casas e arrastando, incluindo um que transportava uma equipe de resgate. Autoridades do estado de Queensland, no Leste do país, disseram que duas pessoas morreram durante a noite, elevando para quatro o número de mortos pelas inundações desde o início desta semana. Outras duas pessoas continuam desaparecidas.

Imagens transmitidas pela mídia australiana mostraram casas e estradas inundadas, áreas transformadas em lagos e um grande pedaço de um píer de concreto flutuando em um rio. As águas arrastaram o carro de uma equipe de quatro funcionários dos serviços de emergência que estavam indo para resgatar uma família de sua casa inundada, disse o coordenador de desastres da polícia estadual Steve Gollschewski.


“O veículo em que viajavam foi arrastado para fora da estrada pelas águas da enchente. Três de nossos membros foram resgatados. Um desses membros está morto”, disse Gollschewski em entrevista coletiva. Em outros lugares, o corpo de outro homem foi encontrado durante a noite. “Em algumas partes do Sudeste de Queensland, este é o maior evento que eles viram em várias décadas”, disse a polícia estadual e o ministro dos serviços de emergência, Mark Ryan.

A cidade de Gympie, em Queensland, estava enfrentando um “inferno de muita água” à medida que o rio Mary subia, disse o prefeito de Gympie, Glen Hartwig, segundo a emissora nacional ABC. No Royal Hotel da cidade, “sem submarino ou snorkel, você não estará tomando cerveja”, disse Hartwig.


A primeira-ministra de Queensland, Annastacia Palaszczuk, disse que o rio Mary pode subir acima de 21 metros em Gympie e exceder os níveis vistos pela última vez em fevereiro de 1999, disse o departamento de Meteorologia.

Como precaução, Queensland emitiu alertas de evacuação, visando principalmente cerca de 700 residentes na área de Gympie, disse o primeiro-ministro. “Se não fizermos isso agora, as pessoas ficarão isoladas e presas”, alertou.

Os serviços de emergência responderam a mais de 1.800 pedidos de ajuda em 24 horas no sudeste de Queensland, disseram autoridades. Mais de 250 pessoas estavam em centros de evacuação na manhã deste sábado. As chuvas em algumas áreas do estado ultrapassaram os recordes de décadas, disse o meteorologista sênior de Queensland, David Grant.

Ele prevê mais chuva para este domingo, já que o sistema meteorológico responsável pelo aguaceiro se afasta mais lentamente do que o previsto. “Agora haverá um risco aumentado de inundações perigosas e com risco de vida, e até mesmo o potencial de deslizamentos de terra localizados”, disse ele em entrevista coletiva.

A chuva forte também atingiu a capital do estado, Brisbane. “Essencialmente, vimos um mês de chuva cair em um dia apenas para Brisbane”, disse Grant.

Equipes de resgate realizaram 132 resgates em 24 horas, disse Greg Leach, comissário de bombeiros e serviços de emergência de Queensland. “Nossas bacias estão completamente saturadas. Nossos rios estão subindo. Temos inundações repentinas. Agora não é hora de estar no Sudeste de Queensland se você não precisa estar”, disse Leach.

Anúncios