Anúncios

Áreas de instabilidade atuam no Sul do Brasil e trazem chuva desde cedo nesta quinta-feira para parte da região. Hoje, como antecipava a MetSul em seus boletins na mídia, as precipitações afetam principalmente o Oeste gaúcho. Até 15h desta quinta, a chuva já tinha somado ao redor de 40 mm em Quaraí, mais de 60 mm em Uruguaiana, em torno de 25 mm em Alegrete e menos de 20 mm em São Borja. No final do dia hoje, amanhã e especialmente no sábado, as áreas mais beneficiadas pela chuva no Sul do país serão o nosso Noroeste gaúcho, o Oeste de Santa Catarina e o Paraná, sobretudo o Oeste do Paraná. Deve chover forte em Foz do Iguaçu, onde as Cataratas quase secaram (foto da Gazeta do Povo reproduzida no Correio do Povo).


A média de água armazenada nos reservatórios do setor elétrico no Sul do Brasil é só de 31% da capacidade máxima, o menor nível em dez anos, conforme o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Conseqüência inevitável de meses seguidos de precipitação abaixo da média no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Observe nos mapas de anomalia de chuva (abaixo) como as precipitações estiveram inferior ao normal durante os últimos 30, 60 e 180 dias.


 
Aqui no Estado, a chuva sequer deve amenizar o déficit hídrico na maioria das cidades sob estiagem. Em Porto Alegre, onde se precisa de chuva mais intensa devido às algas no Guaíba, não houve registro mensurável de precipitação hoje e apenas relatos de garoa na área metropolitana. Os últimos dados dos modelos americano e europeu apontam nada ou muito pouco de chuva para o sábado na Capital. O que as simulações insistem sim é em incursão de ar polar na primeira metade da semana que promete trazer marcas bastante abaixo da média desta época do ano e muito geladas para abril. Pelas últimas projeções do americano GFS pode fazer entre 5ºC e 7ºC em alguns pontos da Grande Porto Alegre e de -2ºC a 0ºC (primeiras mínimas negativas de 2012 no Estado) nos Aparados da Serra, com geada na maior parte do Rio Grande do Sul, mesmo na Grande Porto Alegre. A saída do modelo Europeu desta tarde reduziu a força do frio após tal simulação ter apontado valores semelhantes aos do americano na rodada da noite.


Anúncios