Anúncios

Cidades do Noroeste do Rio Grande do Sul sofreram duramente com a chuva ontem. Os acumulados foram superiores à média de todo o mês em poucas horas em algumas localidades. A chuva decorreu de intensas áreas de instabilidade com nuvens muito carregadas ao longo de uma faixa bem estreita do Norte do Estado e que se formaram entre o final da madrugada e o início da manhã de ontem. Estas nuvens despejaram grande quantidade de chuva, de 100 mm a 200 mm, em questão de poucas horas, em parte do Alto Jacuí e do Noroeste gaúcho (reprodução do jornal Correio do Povo desta segunda-feira).



Em Panambi, até o começo da noite de ontem, a precipitação apenas do dia somava quase 130 mm na área urbana da cidade. A chuva em Panambi começou em torno das 8h45min do domingo e provocou o transbordamento de diversos riachos e arroios que cortam o município. As águas invadiram muitas casas e estabelecimentos comerciais (fotos do Portal Agorajá.net).


A Prefeitura de Ronda Alta pode decretar situação de emergência já nesta segunda-feira. O município do Noroeste foi bastante castigado pela chuva torrencial do domingo e que, segundo medições locais, teria superado a marca dos 200 mm em três horas. Casas foram invadidas pelas águas nos bairros Ipiranga, Santa Helena e no Centro da cidade. Um deslizamento também provocou bloqueio na RS-404, que liga Rondinha a Ronda Alta (foto de Juliana Graminho para o Diário da Manhã).



Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

A MetSul Meteorologia mantém o seu alerta e reitera que o quadro é de risco no Rio Grande do Sul nesta segunda-feira e, principalmente, amanhã (terça). Novos episódios de chuva com volumes excessivos localizados devem ser registrados, sobretudo na Metade Oeste e áreas próximas da fronteira com o Uruguai nesta segunda-feira. Amanhã, a chuva intensa tende a ser mais generalizada pelo Estado, afetando mais o Centro e o Norte do território gaúcho. Algumas localidades podem ter volumes extremos (100 a 200 mm) em poucas horas com prováveis alagamentos hoje e amanhã.  Há o risco de chover forte na região de Porto Alegre, especialmente no final do dia de hoje e durante a terça. Para se ter uma ideia, em alguns pontos do interior, a chuva acumulada só entre o sábado (5/1) e o final desta terça (8/1) deve ficar entre 200 mm e 400 mm, duas a três vezes a média de janeiro todo. Volumes muito altos em curto intervalo podem ser responsáveis pela súbita elevação de rios e ainda transbordamento de córregos e arroios. O Rio Uruguai, na Fronteira Oeste, já está com seu nível acima do normal e tende a aumentar, não se descartando até cheia. Entre hoje e amanhã há ainda o risco de temporais isolados.  

Anúncios