Anúncios

Nelmo Kathen

A estiagem prossegue no Rio Grande do Sul, mas algumas regiões tiveram grande alívio entre segunda-feira e ontem. Como a MetSul havia projetado, os volumes de chuva na passagem da frente fria seriam elevados em diversas localidades da Metade Norte. E foi o que ocorreu.

Diversos municípios do Noroeste registraram acumulados perto ou acima de 100 mm. Até o final da terça-feira, Santa Rosa tinha 110 mm e continuava chovendo. Algumas medições na área urbana da cidade indicavam até mais de 150 mm.


Ainda no Noroeste, também até o final da terça, Redentora tinha 103 mm e Horizontina 100 mm. Ijuí chegou a 70 mm e Entre-Ijuís teve 60 mm. A chuva foi  ótima em São Luiz Gonzaga com 91 mm.

Em áreas de fronteira, os volumes passaram de 50 mm em São Borja e de 65 mm em Quaraí. Em Itaqui, a precipitação bateu em 60 mm. Uruguaiana somou 55 mm. Alegrete, no Oeste, teve 43 mm. No Planalto Médio, os volumes de chuva foram satisfatórios em diversas localidades. Passo Fundo registrou entre 35 mm e 40 mm. Em Soledade, a chuva ficou ao redor de 30 mm na maioria dos pontos de medição.


Por sua vez, o Centro do Estado anotou marcas de 20 mm a 30 mm na maioria dos municípios. O Sul e o Leste do Estado, como indicavam os modelos e previa a MetSul, tiveram os menores acumulados. Na Grande Porto Alegre, registrou-se de 7 mm a 10 mm na maioria dos locais.

Em Santa Catarina, que igual enfrente uma estiagem, a chuva foi menos volumosa que no Rio Grande do Sul com 40 mm ou mais em municípios como Mondai, Itapiranga e Palmitos, todos no Médio Uruguai e próximos da divisa com o Noroeste gaúcho.

Anúncios