Raio ontem à noite sobre o Rio da Prata, na costa da cidade de Montevidéu, durante a passagem da linha de instabilidade com temporais que avançou a partir da Argentina. Os piores temporais no Uruguai se deram no Oeste do país. | MARIANA SUAREZ/AFP/METSUL METEOROLOGIA

A instabilidade avança pelo Rio Grande do Sul neste sábado depois de ter provocado fortes a intensos temporais na Argentina e no Uruguai com estragos em várias cidades dos países vizinhos durante as últimas horas. Houve queda de granizo de tamanho até grande e ainda vendavais com rajadas localmente muito intensas e destrutivas.

O sol aparece com nuvens na maior parte do Rio Grande do Sul neste sábado, contudo a cobertura de nebulosidade aumenta em todas as regiões ao longo do dia e o céu passa a nublado e encoberto, instabilizando-se a atmosfera com chuva na maior parte do território gaúcho.

A linha de instabilidade com fortes tempestades avançou do Uruguai e da Argentina e atua no Oeste e parte do Sul na manhã deste sábado. A linha se desloca pelo estado com rapidez no decorrer do dia, especialmente à tarde, levando chuva para todas as regiões. Antes da chuva, o tempo vai estar quente e abafado na maioria das localidades, com exceção do Oeste e do Sul que terão precipitação mais cedo.


É alto o risco de temporais com chuva forte a intensa de curta duração. Os temporais podem ainda vir com vendavais em diferentes municípios. Os dados de modelos indicam que o maior risco de temporais se concentra na Metade Oeste gaúcha e no Centro do estado, embora não se possa afastar temporais isolados também mais a Leste do Rio Grande do Sul.

Sublinhamos novamente que os temporais não irão atingir todas as cidades gaúchas e que o cenário de tempestades é radicalmente distinto daquele de 16 de janeiro deste ano, quando Porto Alegre e várias outras cidades experimentaram tempo muito severo com grandes estragos.

Os temporais, aliás, já começaram a atingir o estado gaúcho. A linha de tempestades que avançou a partir do Uruguai alcançou o Oeste gaúcho ainda no final da madrugada deste sábado, trazendo nuvens muito carregadas com chuva torrencial e vendavais para municípios da região da fronteira.


Imagem de satélite das 7h deste sábado mostrava nuvens muito carregadas sobre o Oeste do Rio Grande do Sul com a chegada da instabilidade dos países vizinhos | METSUL

A estação oficial do Instituto Nacional de Meteorologia em Quaraí anotou 59,6 mm em apenas uma hora no final da madrugada com rajadas de vento de 76 km/h. Uruguaiana anotou rajadas ao redor de 70 km/h no aeroporto Rubem Berta com registro de chuva forte acompanhada de trovoadas.

Mais cedo, na noite de ontem e na madrugada deste sábado, temporais atingiram as províncias argentinas de Buenos Aires, Santa Fé e Entre Ríos. Na província de Buenos Aires, uma tempestade severa causou estragos na localidade de San Nicolás, onde o vento muito forte destruiu as instalações de uma feira agropecuária.

Já na província argentina de Santa Fé, a passagem da linha de instabilidade veio com granizo de grande tamanho. As enormes pedras de gelo atingiram a região da cidade de Rosário a ponto de destruir vidros de automóveis que estavam nas ruas. Moradores correram para cobrir os seus automóveis com cobertores.

As mesmas intensas áreas de instabilidade da Argentina se deslocaram na sequência para o Uruguai, onde chegaram com temporais também intensos ontem à noite. Montevidéu teve chuva e raios, mas sem grandes impactos. O pior ocorreu no Oeste do país. O departamento de Soriano foi um dos mais afetados pelo tempo severo do final da sexta-feira. Havia um alerta laranja de fortes tempestades da Meteorologia uruguaia (Inumet) para o país vizinho.

No departamento de Rio Negro, também no chamado Litoral Oeste do Uruguai, a cidade de Fray Bentos foi duramente castigada na passagem da linha de tempestades. Além de chuva intensa, Fray Bentos enfrentou um intenso vendaval com rajadas de vento com força destrutiva que provocaram extensos danos como queda de árvores, colapsos de estruturas e destelhamentos.

Ao longo deste sábado, as condições seguem de instabilidade em departamentos mais ao Norte do Uruguai com chuva e risco de temporais isolados enquanto mais ao Sul do país as condições tendem a apresentar melhoria, o que se antecipa também para a área de Buenos Aires.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.