Anúncios

Mais uma semana ! O calorão não abandona o Rio Grande do Sul ainda por cerca de uma semana. Hoje, no fim de semana e na primeira metade da semana que vem, as máximas vão seguir acima dos 40ºC com valores próximos ou tão extremos quanto os anotados nas últimas horas, inclusive com marcas de 42ºC a 44ºC. O tão esperado (implorado) alívio, com uma quebra importante na sequência de jornadas terríveis de calor, pode vir na quinta (13) ou na sexta-feira (14) com a chegada de uma frente fria, segundo os modelos analisados hoje. Até lá, o calor vai flutuar em intensidade a cada dia, mas sempre em patamar muito acima do normal ou extremo, até com potencial de gerar novos recordes históricos. Um verdadeiro inferno para quem está na cidade, mas motivo de alegria para quem está na praia (foto abaixo de João Linden/GES) que seguirá com sol e ocasionais pancadas ou temporais isolados de verão da tarde para a noite, mar calmo com águas bem quentes e claras.  



Ontem foi um dos dias mais quentes da história do Rio Grande do Sul. Fez 44,2ºC na estação do Polo Tecnológico Paranhana da Universidade FACCAT em Taquara, 42,4ºC em Santa Cruz do Sul, 42,6ºC na zona Norte de Porto Alegre (Metroclima), 42,3ºC em Santa Rosa, 42ºC no metar da base aérea de Canoas, 41,6ºC em Campo Bom, 41,4ºC em São Leopoldo, 41,3ºC em Teutônia, 40,8º C em Lajeado, 39,2ºC em Santa Maria e 39,1ºC em São Luiz Gonzaga. Foi oficialmente o dia mais quente em Porto Alegre em 71 anos e o segundo mais quente da série história de 104 anos de dados com máxima na estação do Instituto Nacional de Meteorologia, no bairro Jardim Botânico, usada na climatologia histórica oficial da cidade, de 40,6ºC (leia mais).


Neste período ainda extremamente quente que se espera prevaleça até a metade da semana que vem, o tempo estará predominantemente seco no Rio Grande do Sul e no Sul do Brasil. A temperatura em patamares muito acima do normal, porém, continuará a favorecer convecção diurna com formação de nuvens carregadas isoladas da tarde para a noite e que trazem pancadas de chuva, até de forte intensidade e com temporais isolados de vento e granizo, alguns localmente intensos a severos e com potencial de danos. Como são eventos muito isolados, às vezes atingem apenas parte de um município, não é possível prever exatamente onde ocorrerão (identificar a cidade ou bairro), mas somente indicar o risco regional. Temporais isolados ocorreram ontem no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina (foto abaixo por Leomar Júnior em Lages).



Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

No Uruguai, onde a instabilidade se encontra estacionária há vários dias, mais chuva. Pode chover muito forte hoje em pontos do Sul do Uruguai com alagamentos e uma piora das inundações. No decorrer desta sexta, tormentas de variada intensidade atingem o país, algumas fortes a severas. No fim de semana, o tempo segue instável, ainda com o risco de chuva localmente intensa e tormentas. Na próxima semana, mais água com possibilidade de tormentas severas e muita chuva em pontos do Uruguai entre segunda (10) e quarta (12), agravando mais a situação das inundações. (Charge do Blog Planetacho)

Anúncios