Massa de ar extremamente quente cobre o Norte do Brasil e seus efeitos se estendem tanto a parte do Centro-Oeste como a setores do Nordeste do país com temperaturas máximas perto ou acima de 40ºC. A massa de ar é tão quente que a temperatura supera 40ºC em áreas da floresta amazônica, onde normalmente a excessiva umidade impede valores tão extremos de temperatura.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Meteorologia, a tarde da segunda-feira anotou temperatura de 40,8ºC em Pedro Afonso (TO), 40,6ºC em Oeiras (PI), 40,5ºC em Bom Jesus do Piauí (PI), 40,4ºC em Floriano Peixoto (PI), 40,3ºC em Alvorada do Gurgéia (PI) e 40,0ºC em Balsas (MA).

Conforme o órgão federal, desde o começo das medições, várias estações bateram os seus recordes para o mês de agosto, mas é importante assinalar que estas estações automáticas não possuem uma série longa de dados.


Oeiras (PI), com 40,6ºC teve a maior máxima em agosto desde os 40,2º C de 22/8/2016. Já Bom Jesus do Piauí (PI), que foi a 40,5ºC, bateu o recorde mensal de 39,9ºC de 18/8/2016. Por sua vez, a máxima em Floriano Peixoto (PI) de 40,4ºC superou o recorde prévio mensal de 39,9ºC em 27/8/2015. Alvorada do Gurgéia ao atingir 40,3ºC ultrapassou o recorde prévio de agosto de 39,4ºC em 28/8/2013.

A temperatura está muito acima do normal na região. A temperatura máxima da segunda em Cuiabá (MT) chegou a 39,1ºC, quando a média máxima histórica de agosto na cidade (série 1991-2020) é de 34,7ºC. Em Manaus (AM), a máxima da segunda de 37,1ºC esteve acima da média máxima mensal de 33,6ºC.

De acordo com a projeção da MetSul, o calor pode ser ainda mais extremo nesta terça em áreas entre o Norte, o Nordeste e o Centro-Oeste do Brasil com número maior de municípios acima de 40ºC e prováveis novos recordes de temperatura máxima para o mês de agosto.


A tendência é de máximas extremas, perto e acima de 40ºC, nos estados do Amazonas, Pará, Rondônia, Mato Grosso, Maranhão, Tocantins, no Oeste da Bahia, no Noroeste de Goiás, e no Norte do Mato Grosso do Sul.

As áreas com temperatura acima de 40ºC devem ser ainda mais amplas na tarde de quarta, quando o calor deve ser extremo principalmente no Centro-Oeste do Brasil e no Sul da região amazônica com máximas entre 40ºC e 43ºC em grande número de cidades da região.

O calor da quarta-feira vai se estender com muita força ao Sudeste do Brasil, onde a tarde vai ser tórrida com máximas de 35ºC a 40ºC em grande número municípios, inclusive com potencial para quebra de recordes históricos de temperatura máxima.