Anúncios

Praia de Bondi Beach, em Sydney, ficou lotada neste sábado com o calor acima de 40ºC na cidade. Leste da Austrália enfrenta o maior calor em três anos. | DAVID GREY/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Uma onda de calor castiga a costa Leste da Austrália e elevou as temperaturas em Sydney ao máximo em três anos neste sábado, enquanto os bombeiros combatiam incêndios florestais descontrolados. Muitas pessoas lotaram as praias de Sydney ou buscaram alívio na sombra. As autoridades alertaram os mais vulneráveis, incluindo os idosos e os muito jovens, para se abrigarem em edifícios com ar-condicionado.

A estação meteorológica Observatory Hill, no Centro da cidade de Sydney, atingiu 40ºC à tarde, a mais alta desde novembro de 2020, de acordo com dados do departamento meteorológico. Em Richmond, no extremo Oeste de Sydney, o termômetro subiu para 43,8°C.


“Hoje, com os altos níveis de calor, digo que é o momento de garantir que cuidamos uns dos outros e permanecemos seguros”, disse o primeiro-ministro Anthony Albanese em entrevista coletiva. “As alterações climáticas são uma ameaça à saúde das pessoas, bem como ao nosso ambiente, e precisamos de reconhecer que é necessária uma resposta abrangente.”

Mais de 70 incêndios florestais e de vegetação ocorreram em Nova Gales do Sul, com mais de uma dúzia fora de controle no final da tarde, disse o serviço de bombeiros rural do estado. “Com condições muito quentes, secas e ventosas, e proibições totais de incêndio em vigor, conheça o seu risco e o que você fará se for ameaçado por um incêndio”, disse o serviço de bombeiros em uma mensagem nas redes sociais.


O número de chamadas para ambulâncias aumentou cerca de 20% em comparação com um dia normal, disse o superintendente-chefe do serviço de Nova Gales do Sul, Mark Gibbs, em entrevista coletiva. “Acompanhe parentes idosos. Verifique seus vizinhos. Certifique-se de que as pessoas estejam se hidratando”, disse Gibbs.

“Monitore as pessoas em busca de sinais de desidratação ou efeitos do calor – e isso pode ser diminuição do nível de consciência, vômitos, letargia, sensação de fadiga, potencialmente espasmos musculares”, advertiu.

As autoridades de saúde do estado apelaram às pessoas que frequentam festivais de música para se protegerem, sendo esperados milhares de pessoas num evento no Parque Olímpico, no Oeste de Sydney. “Certifique-se de fazer pausas na dança, procurar sombra quando puder, beber água regularmente e usar proteção solar”, disse a NSW Health em comunicado.

Depois de vários anos chuvosos, os especialistas esperam que o verão australiano traga a temporada de incêndios florestais mais intensa desde o desastre de 2019-2020. Durante aquele “Verão Negro”, incêndios florestais assolaram a costa Leste da Austrália, destruindo áreas de floresta, matando milhões de animais e cobrindo cidades com uma fumaça nociva.

A Austrália é um dos maiores produtores e exportadores mundiais de gás e carvão, dois combustíveis fósseis importantes que são responsabilizados pelo aquecimento global. Sob o governo de centro-esquerda de Albanese, o país prometeu reduzir as emissões de carbono em 43% antes de 2030, em comparação com os níveis de 2005.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios