Anúncios

Porto Alegre terá tarde muito quente | FERNANDO OLIVEIRA

O calor aumenta no último dia do veranico de maio nesta sexta-feira. O maior aquecimento é esperado em parte do Rio Grande do Sul por um quadro pré-frontal que favorece o ingresso de ar mais quente horas antes da chegada de uma frente fria, transportado por uma corrente de jato (vento) em baixos níveis da atmosfera.

Em termos leigos, a corrente de jato em baixos níveis é uma corrente de ar estreita encontrada na baixa atmosfera, normalmente em torno do nível de pressão de 850 hPa (ou cerca de 1500 metros de altitude), atuando entre um e dois quilômetros de altura. Ou seja, é um corredor de vento nas camadas baixas da atmosfera.


Estas correntes de jato em baixos níveis (JBN) a Leste dos Andes trazem ar quente e costumam se originar na Bolívia ou no Centro-Oeste do Brasil. O corredor de vento, em regra, tem uma extensão de centenas de quilômetros do Sul da região amazônica até a bacia do Rio Prata ou o Rio Grande do Sul, para onde transporta ar quente.

Esta corrente de jato vai estar nesta sexta-feirando atuando entre o Uruguai e o Rio Grande do Sul, o que vai trazer vento do quadrante Norte e que pode ser moderado em diversas cidades e até com rajadas fortes em algumas, especialmente em localidades com elevações próximas, como é o caso de Santa Maria.


Outra consequência da corrente de jato de baixos níveis nesta sexta-feira será na temperatura à medida que o corredor de vento em níveis baixos da atmosfera traz ar ainda mais quente poucas horas antes da chegada da frente fria que avança do Uruguai e da Argentina para o Rio Grande do Sul.

Corrente de jato em baixos níveis atua hoje no Rio Grande do Sul | METSUL

O sol aparece em quase todo o Rio Grande do Sul nesta sexta-feira, mas no decorrer do dia a cobertura de nuvens aumenta no estado. A nebulosidade cresce pelo Oeste e o Sul e depois nas demais regiões. Já de manhã pode ter chuva isolada com sol no Oeste. Entre a tarde e a noite, com o deslocamento de uma frente fria, a chuva alcança o Oeste, o Sul, o Centro e o Nordeste do estado.

Assim, a frente fria não muda o tempo em todo o Rio Grande do Sul nesta sexta. Em setores mais a Nordeste gaúcho, como a Serra e Litoral Norte, a chuva somente chega no sábado, nas primeiras horas do dia.

O quadro pré-frontal intensifica o calor no Norte e no Nordeste gaúcho nesta sexta. A Grande Porto Alegre deve ter à tarde 30ºC a 32ºC enquanto nos vales fará 31ºC a 33ºC, o que é muito quente para maio. Mesmo na Serra haverá cidades com 28ºC a 29ºC em alguns pontos. Cidades como Santa Cruz do Sul, Lajeado, Teutônia, Montenegro, Novo Hamburgo e Taquara devem ter um dia muito quente para os padrões de maio.

Em Porto Alegre, a sexta-feira tem sol e aumento de nuvens. Será um dia muito quente para um 26 de maio com marcas à tarde ao redor dos 30ºC. Ou muito no final desta sexta ou nas primeiras horas do sábado a frente chega à capital com chuva que vai seguir de forma intermitente com períodos de melhora no sábado.

Será assim o quarto dia seguido com sol e temperatura preenchendo os critérios de veranico em Porto Alegre. Na terça, a temperatura variou na estação oficial do Jardim Botânico entre 15,0ºC e 28,8ºC. Na quarta, entre 15,5ºC e 30,1ºC. Ontem, de 15,8ºC a 30,2ºC. E neste sexta deve variar entre 16ºC e 31ºC.

O médico e meteorologista Floriano Peixoto Machado, ainda da primeira metade do século passado, definiu o veranico. Valendo-se da climatologia de Porto Alegre, determinou quatro critérios objetivos para a caracterização de um veranico: 1) máximas superiores a 25ºC, mínimas superiores a 12ºC, duração mínima de 4 dias, céu limpo ou com poucas nuvens sob vento muito fraco ou calmo. Todos estes critérios foram preenchidos na capital nos últimos três dias e serão preenchidos hoje, caracterizando plenamente um veranico.

Anúncios