Anúncios

Chuva isolada de verão hoje na Grande Porto Alegre | ROSINARA FERREIRA

O Rio Grande do Sul teve uma quinta-feira com tempo quente e abafado na maior parte do estado. As condições eram muito desconfortáveis ao ar livre com a umidade mais elevada e a alta temperatura que se combinavam para trazer uma grande sensação de abafamento em diversas cidades.

Conforme dados de estações oficiais, as máximas no estado gaúcho nesta quinta atingiram 36,0ºC em Quaraí e São Luiz Gonzaga, 35,3ºC em São Borja, 35,2ºC em Alegrete, 35,0ºC em Santa Rosa, 34,6ºC em São Gabriel, 34,4ºC em Cruz Alta e 34,3ºC em Santa Maria.


Na Grande Porto Alegre, onde a tarde foi muito abafada, as máximas chegaram a 33,6ºC em Campo Bom e a 32,6ºC em Porto Alegre. Fez muito calor na Serra com máxima de 29,9ºC em Bento Gonçalves e 32,8ºC em Serafina Correa.

Como era esperado, o calor e a maior presença de umidade favoreceram chuva em diferentes áreas do Rio Grande do Sul, mas, tal como previsto, as precipitações foram irregulares e não alcançaram muito municípios.


Porto Alegre, por exemplo, teve chuva leve na madrugada por conta da passagem de áreas de instabilidade vindas do oceano associadas à circulação marítima que gerou chuva extrema hoje na Grande Florianópolis.

À tarde, a maior parte da Grande Porto Alegre não teve chuva, mas em setores isolados as nuvens mais carregadas que se formaram com o calor acabaram por provocar precipitação um tanto isolada em poucos pontos da área metropolitana.

A chuva atingiu ainda pontos isolados de outras regiões gaúchas, como foi o caso de São Borja no fim da tarde depois de horas de muito calor na cidade da Fronteira Oeste gaúcha.

O cenário não muda muito nesta sexta-feira no Rio Grande do Sul em mais um dia que será de calor e abafamento com sol, nuvens e ocorrência de chuva isolada associada à convecção (ar quente e umidade).

O sol aparece com nuvens, mas com períodos de maior nebulosidade em diferentes pontos do estado. Uma massa de ar quente cobre o território gaúcho e traz outro dia de calor a abafamento a partir do meio da manhã. À tarde, quando do jogo da seleção, marcas acima de 30ºC na grande maioria das cidades.

O calor voltará a estimular nuvens carregadas isoladas que trazem chuva localizada típica de verão em diversas regiões da tarde para a noite, mas que por ser muito irregular não alcança muitos municípios. Chove mais em pontos do Noroeste, Centro e o Sul gaúcho, até localmente forte e com algum risco de temporal bastante isolado.

O modelo de alta resolução WRF da MetSul, por exemplo, indica a possibilidade de formação de algumas áreas de instabilidade mais fortes no Sul gaúcho na tarde desta sexta e, com base nos valores de refletividade, não se pode descartar algum temporal localizado com granizo ou vento na região.

Este padrão de sol, nuvens e chuva com tempo quente e abafado deve se estender ao menos até a metade da próxima semana. É chuva absolutamente “lotérica”, que cai num ponto e não caiu no outro dentro de uma mesma cidade, não raro na escala de bairros.

Assim, não se trata de chuva que traga alívio para grande parte dos produtores rurais angustiados com a escassez de precipitações mais regulares em um momento em que a cultura de milho demanda chuva mais regular com as altas temperaturas.

Anúncios