Anúncios

O episódio de La Niña iniciado no segundo semestre do ano passado está perto do fim. O boletim da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos Estados Unidos, a NOAA, divulgado nesta semana, indicou uma anomalia de temperatura da superfície do mar no Pacífico Equatorial Central (região Niño 3.4) de -0,5ºC contra -0,8ºC na última semana. Esse valor de -0,5ºC é exatamente o limite entre La Niña e neutralidade, o que sinaliza o enfraquecimento do fenômeno e a transição para o estado neutro do Pacífico. No Pacífico Equatorial Leste, na região Niño 1+2, que não é considerada para definição se há El Niño ou La Niña, mas é importante pelo seu impacto no clima, a anomalia foi de -1,1ºC contra -0,6ºC na semana anterior.


Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas


A maioria dos modelos de clima analisados pela MetSul segue indicando neutralidade para os próximos meses com possibilidade de El Niño se instalando no segundo semestre, mas esse é um período do ano com baixa confiabilidade dos modelos climáticos e projeções para o segundo semestre devem ser vistas com enorme cautela. A partir de junho e julho, à medida que aumentam os índices de acerto dos modelos, se terá uma ideia mais clara sobre as reais chances de que um evento de El Niño ocorra mais tarde neste ano.

Anúncios