Anúncios

Uma área de baixa pressão que atua na costa, sobre o Atlântico, favorece instabilidade na Metade Leste do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira com risco de pancadas fortes localizadas de chuva que podem trazer altos volumes em curto intervalo em setores bastante isolados.

METSUL

A imagem do canal infravermelho do satélite meteorológico GOES-16 do começo da manhã desta segunda-feira mostrava uma espiral de nuvens clássica de formações de natureza ciclônica a Leste do Rio Grande do Sul.


Há dois sistemas de baixa pressão, um mais profundo e distante do continente, e um secundário, mais perto do litoral do Rio Grande do Sul, entrando em fase com uma área de baixa pressão em níveis médios e altos da atmosfera sobre o Leste do Sul do Brasil. Isso acaba por gerar a espiral de nuvens característica de formações ciclônicas junto à costa.

A maior instabilidade associada a esta baixa pressão vai trazer pancadas de chuva nesta segunda no Leste do Paraná, Santa Catarina e o Rio Grande do Sul. Pontos isolados podem ter pancadas de chuva forte a torrencial com altos volumes em curto intervalo, não se descartando algum temporal isolado com raios e ocasional queda de granizo com vento.


Já pode chover em alguns locais ainda na manhã desta segunda-feira, entretanto se espera que estas pancadas ocorram mais durante a tarde à medida que a temperatura se eleva ao longo do dia e faz com que a maior umidade presente na atmosfera se transforme em nuvens mais carregadas.

Com a maior vorticidade na atmosfera, maior instabilidade e umidade alta, um outro fenômeno que não pode ser afastado nesta segunda-feira é a ocorrência de nuvens funis, que no caso da costa e das lagoas podem se transformar em trombas d´água (tornados sobre água).

Apesar do aspecto clássico de ciclone, o campo de vento desta baixa pressão não é significativo, aliás é pequeno, e está sobre o oceano, assim que o vento sopra predominantemente fraco na maior parte do Rio Grande do Sul e do restante do Sul do Brasil.

O sol aparece com nuvens em grande parte do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira, no entanto se espera maior nebulosidade e chuva em pontos da Metade Leste gaúcha justamente pela influência da baixa pressão costeira. Na Metade Oeste, o tempo firme predomina.

No Brasil, a circulação de umidade desta baixa e o canal de umidade que se organiza traz chuva e temporais isolados hoje no Leste de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, muitas áreas de Minas Gerais, Bahia, Norte de Goiás e Tocantins, Norte do Mato Grosso, e ainda em muitos pontos do Norte do país.

METSUL

Amanhã, com o distanciamento gradual da baixa pressão para Leste-Sudeste no Atlântico, ar mais seco e quente avança e a probabilidade de chuva diminui muito no Sul do Brasil, embora em setores bastante isolados ainda possa ocorrer alguma pancada passageira com o aquecimento diurno.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios