Anúncios

A mais recente saída do modelo europeu de 30 dias não indica nenhuma potente incursão de ar polar no Sul do Brasil até o fim de agosto. Isso, contudo, não significa ausência de frio. Isso porque o modelo sinaliza que pulsos de ar frio devem alcançar os estados do Sul ao longo do mês. Apenas que não são muito intensos nas projeções. A temperatura no nível de 850 hPa,  ou seja, a 1500 metros de altitude, parâmetro que é usado para avaliar a potência de uma massa de ar, sequer cairia abaixo da marca de 0ºC na maior parte da área meridional do país agora no mês de agosto, conforme o modelo europeu na sua mais recente atualização.


Interessante é observar nos mapas do modelo europeu (disponível a você assinante em nossa seção de modelos) o indicativo de uma massa de ar frio mais forte com trajetória oceânica e que não afetaria a maior parte do Rio Grande do Sul, mas traria uma queda acentuada da temperatura no Leste de Santa Catarina e do Paraná, além de parte de São Paulo e o Rio de Janeiro, entre os dias 10 e 11 deste mês. Nestes dias, inclusive, ar mais quente estaria ingressando pelo Oeste do Sul do Brasil.


Anúncios