Anúncios

A MetSul Meteorologia alerta para um quadro de forte instabilidade no Sul do Brasil nesta noite e ao longo desta quarta-feira. Tempestades eclodiram nesta noite no Oeste, Sul e no Centro gaúcho, devendo avançar para as demais regiões até o fim do dia e o começo da quarta com vendavais localizados, granizo de variado tamanho em alguns pontos e chuva localmente intensa.

Nuvens muito carregadas de tempestade devem se formar na madrugada a partir do Oeste do Rio Grande do Sul, avançando para o Centro, o Norte e o Noroeste do Estado na primeira metade do dia. Essas regiões são as de maior risco no território gaúcho nesta quarta de chuva localmente forte a torrencial com raios, granizo e vendavais em pontos isolados. Nas demais áreas do Estado, o risco é mais isolado.


Uma linha de tempestades deve se organizar e avançar, então, para Santa Catarina, afetando com mais força o Meio-Oeste e o Oeste do estado vizinho. Após, a linha de tempo severo alcança o Paraná, atingindo a Metade Oeste paranaense com mais força. Tanto no Paraná como em Santa Catarina é alto o risco de granizo, até de médio a grande tamanho, e vendavais localizados.

Modelo WRF da MetSul indica o potencial de volumes extremamente altos de chuva entre o Noroeste gaúcho, o Oeste e o Meio-Oeste catarinense e o Sudoeste do Paraná com 100 a 200 mm em só 24 horas, o que pode causar inundações.


A forte instabilidade ocorre pelo avanço de um centro de baixa pressão e uma frente fria numa atmosfera quente. Ontem fez 35,3ºC em Santa Cruz do Sul e na Argentina os temporais seguiram com vendavais, granizo e chuva intensa. (Postagem editada para incluir foto de capa de Sandro Müller em Canoas)

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios