Anúncios

Sul do Brasil vai enfrentar uma sequência de dias de instabilidade com muita chuva em parte da região e temporais. Tempestades fortes a severas de caráter localizado são antecipadas e os altos acumulados de precipitação agravam o risco de cheias de alguns rios cujas bacias no Rio Grande do Sul já tiveram volumes elevados no episódio de instabilidade da última semana.

A mudança do tempo começa já neste domingo. Áreas de instabilidade devem se formar da tarde para a noite no Rio Grande do Sul e vão ganhar muita força a partir do final da tarde e da noite com potencial muito alto de tempestades fortes de chuva torrencial, raios, vento forte e principalmente granizo. Ar muito quente rapidamente invade o território gaúcho, favorecendo a instabilidade.


O ingresso do ar quente vai contribuir para instabilizar a atmosfera e formar nuvens de chuva. Pancadas isoladas com raios e risco de granizo atingem poucos pontos da Metade Norte gaúcha, de Santa Catarina e do Paraná entre a tarde e a noite deste domingo, entretanto a instabilidade mais intensa deve se organizar no Oeste e no Sul gaúcho na segunda metade do dia.

Nuvens carregadas inicialmente se formam sobre o Uruguai e, depois, no Oeste e no Sul do Rio Grande do Sul. A instabilidade se intensifica muito nestas regiões no final da tarde e à noite com chuva forte a localmente torrencial, muitos raios e temporais. Haverá granizo e a MetSul não descarta que em alguns pontos possa ser de tamanho médio a grande. Sob nuvens muito carregadas pode se esperar ainda o risco de vendavais isolados acompanhando os temporais.

A instabilidade começa a avançar para Norte no domingo à noite e no fim do dia deve chegar com chuva forte e os temporais até o Centro do Estado. Em Porto Alegre e região metropolitana, o domingo que é de sol e terá aumento de nuvens, a chuva tende a chegar no começo da segunda.

Projeção de raios para segunda-feira do modelo meteorológico europeu | ECMWF

A segunda-feira será de muitas nuvens no Rio Grande do Sul com chuva no decorrer do dia em todas as regiões. São esperados momentos de melhoria com aberturas de sol e abafamento nas Metades Oeste e Norte ao longo do dia, mas a trégua da instabilidade dura pouco e estas áreas voltam na sequência a ter pancadas.

Os maiores volumes de chuva devem ocorrer em parte do Oeste, no Centro, no Sul e no Leste do estado gaúcho durante a segunda com elevados volumes em diversas localidades por conta de pancadas por vezes fortes a torrenciais. É alto o risco no Rio Grande do Sul de temporais isolados nesta segunda de vento forte e/ou granizo. A segunda-feira terá instabilidade isolada ainda em Santa Catarina e no Paraná.

Projeção de raios para terça-feira do modelo meteorológico europeu | ECMWF

Na terça-feira, muitas nuvens cobrem o Rio Grande do Sul e chove ainda na maioria das regiões, mas a instabilidade maior é esperada na Metade Norte com tendência de gradual melhora a partir do Oeste e do Sul. Algumas cidades do Centro para o Norte gaúcho podem começar a terça com chuva moderada a forte, porém a tendência é que as precipitações cedam com o passar do dia. A instabilidade progride para Norte e aumenta em Santa Catarina e no Paraná com chuva na maioria das regiões dos dois estados e localmente forte com risco de temporais localizados.

Na quarta, o tempo melhora na maior parte do Rio Grande do Sul e o sol volta a aparecer, mas Santa Catarina e o Paraná seguem com mais nuvens e chuva em diversos pontos. Os maiores volumes na quarta ocorrem no estado paranaense que pode registrar instabilidade ainda na quinta e na sexta numa sequência de dias de tempo instável e com chuva, o que é benéfico diante do quadro de estiagem e a necessidade de aumentar a vazão do Rio Iguaçu e a afluência de Itaipu.

O mapa acima mostra a projeção de chuva até 21h de terça do modelo WRF da MetSul e que está disponível ao assinante com duas atualizações diárias na seção de mapas. Já o mapa abaixo traz a tendência de chuva para sete dias do modelo alemão Icon que, igualmente, pode ser consultado pelo assinante com quatro atualizações diárias.


O risco de temporais isolados neste episódio de instabilidade do começo da semana existe nos três estados do Sul, mas o potencial maior para temporais será no Rio Grande do Sul durante a noite deste domingo e ao longo da segunda-feira. Em Santa Catarina e no Paraná, isoladamente podem ocorrer episódios antes, mas a probabilidade de tempestades localizadas é maior para a terça.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas


Mesmo com o ingresso de uma massa de ar frio no Rio Grande do Sul, o tempo não vai firmar durante toda a semana no Sul do Brasil. A segunda metade desta semana deve ter períodos de chuva em diversas cidades entre o Norte gaúcho e o Paraná ao passo que na Metade Sul gaúcha a chuva se concentra agora no início da semana.

Anúncios