A MetSul Meteorologia alerta para muita chuva em parte do Rio Grande do Sul nesta sexta e durante o fim de semana. Uma frente fria vai avançar pelo Estado e tende a ficar semi-estacionária sobre o território gaúcho, bloqueada pela grande massa de ar quente e seco que cobre o Brasil. São esperados altos volumes de precipitação em parte do Estado, em algumas localidades superiores à média de todo o mês de outubro.

Nesta sexta-feira, a chuva tende a ser mais volumosa no Sul gaúcho com pancadas que em alguns momentos serão fortes a torrenciais, com raios e podendo ser acompanhadas de granizo isolado. Espera-se chuva ainda em pontos do Oeste, do Centro e do Leste do Estado, incluindo Porto Alegre e a área metropolitana. Na maiorias das cidades do Norte e do Noroeste gaúcho não se espera chuva.

No fim de semana, a instabilidade alcança mais pontos do Estado e mesmo assim o cenário de precipitação deve seguir muito ruim para municípios do Noroeste e do Norte do Rio Grande do Sul, carentes de chuva e que estão sofrendo o pior da onda de calor no território gaúcho. Localidades que vão de uma faixa do Oeste até o Leste do Estado é que devem ter os maiores volumes de chuva no fim de semana, particularmente no sábado. Isso inclui a área de Porto Alegre, a região metropolitana, os vales e o Litoral, mas onde mais deve chover deve ser numa área do Sul gaúcho e no Sul da Lagoa dos Patos, logo em cidades como Turuçu, São Lourenço do Sul e Canguçu. Em Porto Alegre, a chuva mais volumosa será no sábado, dia de clássico Grenal, e que deve ser além de chuvoso também frio com mínima de 12ºC e máxima de 15ºC apenas. O risco de temporais cede no fim de semana com o ingresso de ar mais frio e se desloca mais para o Norte.


Os mapas acima mostram as projeções de chuva para 72 horas a partir da rodada das 12Z de hoje dos modelos WRF da MetSul e do alemão Icon, ambos disponíveis com atualizações periódicas com exclusividade para o assinante na seção de mapas.