Anúncios

A MetSul Meteorologia alerta que nesta quarta-feira haverá uma ciclogênese (formação de ciclone) a Leste da província da Buenos Aires, na altura do Rio da Prata. A frente fria associada a esse ciclone cruzará rapidamente o Rio Grande do Sul no decorrer do dia, trazendo uma brusca mudança do tempo.

Chove ainda no começo desta quarta-feira no Oeste e ao longo do dia o sistema frontal avançará muito rapidamente de Oeste para Leste com chuva em todas as regiões. A frente ainda passará por Santa Catarina, Paraná, Sul do Mato Grosso do Sul e parte de São Paulo. Na sua passagem, além de chuva que tende a ser de curta duração e pode ser localmente forte, não se pode descartar queda de granizo muito localizada e ainda rajadas de vento forte. Uma vez que a passagem desta frente será rápida, o tempo melhora com sol e nuvens já nesta quarta em várias regiões a partir do Oeste.


Esse ciclone impulsiona ar polar para o Sul do Brasil, o que vai manter o frio e trará uma quinta-feira muito fria com máximas baixas. O vento, ademais, aumentará a sensação de frio. Há pequena chance de neve quinta em áreas acima de 1300/1400 metros entre os Aparados e o Planalto Sul Catarinense. A circulação de umidade do ciclone no oceano traz muitas nuvens e chuva para pontos do Rio Grande do Sul ao longo da quinta no Estado, mas o sol deve aparecer em parte do Estado. Na sexta, por conta da circulação, o Leste gaúcho ainda terá muitas nuvens e instabilidade.


Alerta-se que esse ciclone deverá trazer vento moderado a forte. As rajadas mais fortes e algumas intensas são esperadas principalmente durante esta quinta no Sul e no Leste do Estado. O Litoral Sul, especialmente a região entre o Chuí e Rio Grande, pode ter rajadas de 80 km/h a 100 km/h, mas vento forte e por vezes intenso pode ocorrer também em pontos do Litoral Norte e dos Campos de Cima da Serra. Porto Alegre pode ter rajadas por vezes fortes, de 70 km/h a 80 km/h, especialmente entre a madrugada e o início da tarde da quinta-feira. O vento muito intenso em alto mar associado ao ciclone deve gerar forte agitação marítima na costa gaúcha nos próximos dias com ressaca na orla.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios