Alex Rocha/PMPA

A MetSul Meteorologia alerta que se instala padrão de tempo instável que vai marcar o restante desta primeira quinzena de junho. Chove todos os dias nos próximos dez dias no Sul do Brasil. Em alguns, a chuva afetará poucos pontos. Em outros, como hoje, as precipitações serão amplas.

O mapa mostra a projeção de chuva do modelo canadense pros próximos dez dias no Sul do Brasil, onde se vê a tendência de volumes muito elevados. 


Segundo a maioria dos modelos analisados, a Metade Norte do Rio Grande do Sul deve concentrar os maiores volumes nos próximos 10 dias com 100 mm a 200 mm em muitos municípios com alguns modelos apontando até acima de 300 mm em alguns pontos.  O mapa abaixo mostra a projeção do modelo alemão para os próximos sete dias. 

Centro de baixa pressão (vórtice ciclônico) que migra do Paraguai pro Centro da Argentina traz chuva nos três estados do Sul nesta sexta. As precipitações em muitas cidades serão por vezes fortes. Em sendo um sistema que em Meteorologia se define como “baixa fria” com ar frio ao redor do centro da baixa, alerta-se pro risco de granizo isolado. 


Os volumes de chuva só hoje podem superar 50 mm em diversos municípios com marcas perto ou mesmo acima de 100 mm em alguns. Os mapas mostram as projeções de chuva para 72h dos modelos Icon e WRF. 

No fim de semana, a chuva mais volumosa se afasta para o oceano, mas o tempo não firma. São esperadas aberturas de sol em diferentes pontos, mas haverá períodos de muitas nuvens amanhã e domingo com chance de chuva e garoa passageira, entretanto com volumes mais baixos. 


Na próxima semana vão ocorrer novos episódios de chuva com maiores volumes, e potencialmente altos, na Metade Norte. A semana que vem se desenha por demais chuvosa.