A segunda-feira começa com sol em quase todo o Rio Grande do Sul, mas o retrato das primeiras horas de hoje não será uma prévia de grande parte da primeira semana de abril. A instabilidade que já toma conta de grande parte da Argentina avança para o Estado e marcará os próximos dias no território gaúcho. Hoje, a instabilidade afeta principalmente a Metade Oeste do Rio Grande do Sul, mas à noite pode atingir outros pontos como a região central do Estado. Há risco de chuva localmente forte e de temporais isolados com queda de granizo e vento forte no Oeste. Na Metade Leste, onde se perceberá aumento da nebulosidade no decorrer desta segunda-feira, o sol aparece e o dia será novamente quente e com sensação de abafamento.


Projeção de refletividade do modelo WRF indica risco de forte instabilidade na Metade Oeste do Estado no decorrer desta segunda-feira.


Por trás da instabilidade prevista para hoje e os próximos dias na região central da América do Sul está uma área de baixa pressão em níveis médios e altos da atmosfera que cruzará de Oeste para Leste no Centro da Argentina entre hoje e amanhã. Ainda haverá uma área de baixa pressão em superfície que deverá se aprofundar no Norte da Argentina e no Paraguai. O resultado será uma extensa zona de baixa pressão que determinará instabilidade em uma ampla área no decorrer da semana.


Projeção das linhas de corrente do modelo GFS para o nível de 200 hPa mostra com nitidiz o deslocamento da “baixa fria” em altura de Oeste para Leste na Argentina

Pode chover muito em províncias da parte central da Argentina assim como é alto nesta semana o risco de granizadas no país vizinho pela atuação da “baixa fria” em altura. Aqui no Estado, a instabilidade que hoje afeta mais o Oeste se generaliza amanhã com chuva na maioria das regiões. Pode ter chuva forte localizada, sobretudo nas Metades Oeste e Norte. O tempo não firma quarta e quinta no Rio Grande do Sul. Nos dois dias espera-se um cenário de instabilidade em que haverá muitas nuvens com alternância de chuva (diga-se muito irregular na sua distribuição) e períodos de melhoria em que o sol pode até aparecer. Por isso, tanto para quarta como para quinta, se projeta tempo quente e abafado. Adverte-se que há risco de chuva localmente forte com temporais isolados na quarta e na quinta. Na sexta, o tempo melhora na maioria das regiões.