Anúncios

O calor cedeu ontem depois de uma terça-feira escaldante e que teve máxima de 40,7ºC no Estado, mas seguiu quente e desta vez com abafamento pelo aumento da umidade. A interação de umidade com ar quente trouxe instabilidade que ainda no final da terça foi responsável por violento vendaval entre Jaguarão e Rio Branco e que produziu danos. O Oeste do Estado teve a instabilidade mais forte ao longo da quarta, efeito de nuvens muito carregadas sobre o Norte e o Nordeste da Argentina. Em Uruguaiana, a chuva em alguns pontos passou dos 50 mm. Em cidades do Norte argentino (foto), tempestades de novo trouxeram chuva intensa, vento e granizo.


A MetSul antecipa que entre hoje e o sábado intensas áreas de instabilidade devem se formar entre o Centro da Argentina (Norte de Buenos Aires, Santa Fé, Entre Rios e Corrientes, Oeste do Uruguai e o Oeste gaúcho.

Os volumes de chuva no restante da semana e no começo da próxima podem ser muito altos mais a Oeste no Rio Grande do Sul em localidades como Barra do Quaraí, Quaraí, Livramento, Uruguaiana e Alegrete. Haverá pontos com 150 mm a 200 mm, entretanto isoladamente podem se precipitar de 200 mm a 300 mm. Tal risco se estende agora à Campanha.


A continuidade do ar tropical quente e úmido pode trazer chuva forte isolada e temporais localizados em outras áreas do Estado nos próximos dias. Cenário idêntico é esperado para Santa Catarina e o Paraná.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios