Anúncios

Foto aérea mostra um incêndio devido a um grande terremoto na cidade de Wajima, província de Ishikawa, neste primeiro dia do ano. Um grande terremoto ocorreu perto da província de Ishikawa, na Península de Noto, e um alerta de tsunami foi emitido. A Agência Meteorológica do Japão anunciou que a magnitude foi de 7,6. | TAKEHITO KOBAYASHI/YOMIURISHIMBUN/AFP/METSUL METEOROLOGIA

Ondas de tsunami com mais de um metro de altura atingiram o Japão na segunda-feira, após um enorme terremoto que danificou casas, causou um grande incêndio, fechou rodovias e levou as autoridades a instar as pessoas a se dirigirem a terrenos mais altos.

O terremoto de magnitude 7,5 atingiu a região de Noto, na prefeitura de Ishikawa, no lado do Mar do Japão da ilha central principal de Honshu, por volta das 16h10 (7h10 GMT), informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS).


A agência meteorológica do Japão colocou a magnitude em 7,6 e disse que foi um dos mais de 50 terremotos de magnitude 3,2 ou mais a abalar a região no feriado de Ano Novo, quando as famílias se reúnem e visitam santuários, ao longo de várias horas.

Os canais de televisão interromperam os serviços normais com programação especial, incluindo o primeiro-ministro Fumio Kishida instando as pessoas em áreas de perigo a “evacuar o mais rápido possível” para terrenos mais altos.


“Entendemos que sua casa, seus pertences são todos preciosos para você, mas suas vidas são mais importantes que tudo! Corram para o terreno mais alto possível”, disse um apresentador alarmado na emissora NHK aos telespectadores.

Ondas de pelo menos 1,2 metro atingiram o porto de Wajima apenas cerca de 10 minutos após o terremoto mais forte, e uma série de tsunamis menores foram relatados em outros lugares, tão distantes quanto a ilha principal mais ao norte de Hokkaido.

A Agência Meteorológica do Japão emitiu um aviso de “tsunami grande”, significando ondas de até cinco metros, mas não foram relatados incidentes graves adicionais, e a JMA posteriormente reduziu seu aviso para tsunamis de até três metros.

O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico dos EUA, que havia alertado sobre possíveis tsunamis ao longo de 300 quilômetros da costa, também afirmou cerca de quatro horas após o terremoto principal que o perigo de tsunami havia “passado em grande parte”.

“Nunca vivi nada assim antes, foi assustador. Saí imediatamente, mas o chão estava tremendo”, disse um homem idoso à emissora NHK. O governo japonês disse que ainda estava avaliando a extensão dos danos causados e se houve alguma vítima do terremoto, que foi sentido na capital Tóquio, a 300 quilômetros de distância.

O porta-voz do governo, Yoshimasa Hayashi, disse que havia relatos de seis pessoas nos escombros de prédios desabados, mas não deu mais detalhes. Imagens transmitidas na televisão mostraram um grande incêndio ardendo em Wajima que havia consumido uma fileira de casas, com pessoas sendo evacuadas no escuro, algumas com cobertores e outras carregando bebês.

“Há um grande incêndio. Não podemos dizer imediatamente quantas casas estão afetadas por isso”, disse um bombeiro do Departamento de Bombeiros de Wajima à AFP. “Por enquanto, quatro caminhões de bombeiros estão lá”, enquanto outros equipamentos lutavam para chegar ao local devido a estradas danificadas e outros obstáculos, disse ele.

O departamento estava sobrecarregado com ligações, com “numerosos” relatos de pessoas feridas e presas dentro de prédios desabados, acrescentou. Por volta de 33.500 domicílios ao redor do epicentro, em Toyama, Ishikawa e Niigata, estavam sem energia, disseram serviços públicos locais.

Várias rodovias importantes foram fechadas ao redor do epicentro, disse a operadora de rodovias do Japão, e os serviços de trem-bala Shinkansen também foram suspensos entre Tóquio e o epicentro em Noto. O Japão experimenta centenas de terremotos todos os anos, e a grande maioria não causa danos. O país possui regulamentações rigorosas de construção.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.

Anúncios