Anúncios

O tempo se instabilizou ontem em grande parte do Rio Grande do Sul entre a tarde e a noite, mas a chuva foi precedida ainda por horas de muito calor e abafamento. Foi mais um dia com cara de verão com máximas bastante elevadas pro mês de abril. A máxima na Grande Porto Alegre chegou a 35,4ºC em Novo Hamburgo, mas com a alta umidade a sensação foi de muito mais calor. A estação da MetSul Meteorologia do bairro Fátima, em Canoas, registrou à tarde sensação térmica de 39,6ºC.

A chuva acompanhou área de baixa pressão e o avanço de uma frente fria. Em algumas áreas, como no Oeste, choveu forte. A precipitação somava 60 mm em Alegrete e Uruguaiana. Em Santa Maria, a chuva alcançou 80 mm com alagamentos, pessoas retiradas de casa e o desabamento de muro de uma unidade do Exército. 


Em Porto Alegre e região, houve intensa tempestade elétrica com altíssima frequência de relâmpagos depois das 21h. Na sequência, a chuva foi forte na Capital com alguns alagamentos.

Fabiano Gutierrez

O deslocamento da frente fria pelos países do Prata provocou chuva e tempestades. No Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires, as rajadas de vento chegaram a 96 km/h. Houve alagamentos pela chuva forte na área metropolitana da capital argentina. Na costa da província de Buenos Aires chegou a se formar uma tromba d’água (tornado sobre o mar).


Com a chegada da frente ao Rio Grande do Sul, os gaúchos vão ter dias de temperatura mais amena e agradável a partir de hoje após uma sequência de jornadas que em nada deveu ao auge do verão em janeiro e fevereiro pelas máximas muito altas.      

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios