Anúncios

A passagem de uma frente fria traz na sua retaguarda uma massa de ar polar que começou a ingressar neste domingo, 6,  com impacto na temperatura mínima que na maioria das áreas baixou de 20°C. O vento passou a predominar do quadrante Sul mais frio e fez a temperatura despencar em algumas regiões. Em Bagé, na Campanha, o dia começou com 12,7°C, no sábado, a mínima foi de 22,1°C, uma queda de quase 10°C. Em Santana do Livramento a mínima foi de 20°C, ontem, e, hoje, caiu para 14,5°C. Já em Uruguaiana o sábado teve mínima de 22,5°C no domingo fez 15,9°C.


SEMANA SERÁ DE GRANDE VARIAÇÃO TÉRMICA

Nesta semana o ar seco tende a predominar pelo território gaúcho com um sistema de alta pressão atmosférica no comando das condições do tempo. O vento, inicialmente, predomina de Sul e favorece o ingresso de ar mais ameno, sobretudo,  nas noites, manhãs e madrugadas que poderão ter queda mais acentuada de temperatura com expectativa de marcas que poderão ficar abaixo da média histórica de fevereiro.

Os trechos de maior altitude da Metade Norte irão ter marcas inferiores a 10°C nas manhãs de segunda, terça e quarta-feira. O amanhecer de terça tende a ser o mais frio, com previsão marcas que podem baixar de 5°C nos Campos de cima da Serra. Na maioria das regiões as mínimas tendem a ficar com termômetros operando abaixo de 20°C.


Em contraste a isso, as tardes terão gradual aquecimento com expectativa de retorno do calor mais forte a partir da segunda metade da semana com máximas acima de 35°C. O ar mais quente tem inicio do Centro para o Oeste a partir de quarta e gradativamente irá se expandindo até o Leste. Na fronteira com a Argentina a temperatura irá se aproximar de 40°C.

BAIXA UMIDADE E CALOR MANTÉM RISCO DE INCÊNDIOS

A combinação de ar muito seco com índices de umidade relativa do ar que poderão diariamente baixar de 30% na Metade Oeste do Rio Grande do Sul manterá em alta o risco de incêndios. As queimadas, em sua maioria, têm início com ação humana, contudo, ressalta-se que as condições meteorológicas atuais dentro de um período de estiagem severa, que desde novembro predomina na região, cria um ambiente de maior risco de rápido alastramento desses incêndios em vegetação seca que podem ser difíceis de controlar. Além disso, essa combinação de ar muito seco e quente gera grande desconforto para a população que deve procurar se hidratar muito e evitar atividades de maior esforço nos momentos de sol mais forte e maior aquecimento.

CENTRO DE BAIXA PRESSÃO FORMA NUVENS E DEIXA MAR AGITADO

Um centro de baixa pressão atmosférica atua no Atlântico Sul e poderá trazer nuvens para a faixa litorânea entre a segunda e a terça-feira com algumas pancadas de chuva. Até não se afasta eventual chuva forte isolada. Nesta segunda-feira, o vento poderá ser moderado a forte com rajadas ao redor de 80 km/h no Litoral Sul e poderá, inclusive, dificultar as operações do porto de Rio Grande.

As praias do Litoral Norte gaúcho deverão ter vento mais intenso ao longo da tarde e noite de segunda-feira com rajadas entre 50 e 70 km/h. Nos municípios da Campanha, Zona Sul e Costa Doce a tendência é ser um dia ventoso com rajadas próximas de 50 km/h que poderão reduzir a sensação térmica ao ar livre.

O mar tende a ficar agitado até meados da semana com ondas que poderão passar de 2,5 m próxima a Costa, sobretudo, nas praias do Litoral Sul entre Mostardas e o Chuí.

Mário Andrade registrou o entardecer em Colinas, no Vale do Taquari

ESTIAGEM VOLTA A SE INTENSIFICAR

A passagem da frente fria pelo Estado trouxe chuva irregular, como se esperava, com acumulados maiores na Grande Porto Alegre, parte Central, Noroeste e Sul do Estado. Em Faxinal do Soturno, área central, o acumulado somou 90 mm. Em Sapucaia do Sul, na Grande Porto Alegre, o acumulado total foi de 70 mm, e, acumulados ao redor de 60 mm em Ijuí, Pelotas e Missões. No Oeste em muitas cidades a chuva não somou sequer 5 mm.

No mapa de projeção de chuva do modelo ICON/DWD para os próximos seis dias a projeção é desoladora com expectativa de domínio de tempo firme com sol na grande maioria das áreas. Entre segunda e terça o tempo fica instável com variação de nuvens, sol e pancadas esparsas de chuva no Leste da Serra, Litoral, parte da Costa Doce e pontos da Grande Porto Alegre.

De uma forma geral, a projeção indica acumulados inferiores a 10 mm. Com um centro de baixa pressão no mar, eventualmente algum episódio muito isolado de chuva forte poderá ocorrer.

Anúncios