Anúncios

Fabian Ribeiro

O Rio Grande do Sul completou ontem 30 dias com registro de temperatura negativa no ano. A temperatura mínima no Estado ontem foi de -3,2ºC em Canguçu no quarto dia consecutivo de temperatura negativa no território gaúcho.

A primeira mínima negativa do ano no Rio Grande do Sul ocorreu muito tardiamente em 2019. Apenas no dia 9 de junho, consequência de um outono que foi de temperatura muito acima da média.


Junho neste ano, que foi o mais quente no Estado em quase nove décadas em várias cidades, teve somente quatro dias com temperatura abaixo de zero. Como comparação, junho em 2016 registrou 19 dias com marcas negativas. O ano de 2017 também foi de poucos dias de mínimas abaixo de zero em junho com apenas três.

Já julho neste ano somou 15 dias com mínimas negativas no Estado. E agosto, até agora, soma onze dias com mínimas inferiores a 0ºC. No ano passado, forem treze em agosto.

A menor temperatura no Rio Grande do Sul em 2019 é de -8,0ºC no dia 7 de julho em Pinheiro Machado. Em 2018, a menor marca no Estado foi de -5,1ºC no dia 16 de junho. Em 2017, a mínima do ano se registrou em São José dos Ausentes no dia 19 de julho com -7,8ºC em Ausentes. Por sua vez, o ano de 2016 que anotou 51 dias com mínimas negativas teve sua mínima anual em 12 de junho na cidade de Vacaria com 8,9ºC abaixo de zero.


 É importante destacar que este levantamento histórico da MetSul é amostragem e leva em conta as estações meteorológicas existentes à época e que hoje alguns registros de mínimas ocorrem em estações que não existiam dois ou três anos atrás. Os dados, contudo, permitem enxergar com clareza a tendência de anos com invernos mais ou menos frios.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

 

Anúncios