Porto Alegre teve muito abafamento e chuva na tarde de hoje | FERNANDO OLIVEIRA

O Rio Grande do Sul experimentou nesta terça-feira mais um dia de instabilidade, mas como se antecipava a chuva não foi tão generalizada quanto ontem e atingiu mais locais da Metade Norte, embora tenha chovido em pontos como do Centro e do Oeste gaúcho em parte do dia.

A chuva no Rio Grande do Sul decorre da interação entre uma área de baixa pressão atmosfera com uma massa de ar quente e úmida. Por isso, a sensação de abafamento. Na Grande Porto Alegre, a temperatura passou dos 32ºC com umidade variando entre 70% e 80%, o que proporcionou a sensação de desconforto.

As áreas de instabilidade que atuaram no Sul do Brasil nesta terça-feira tiveram maior intensidade nos estados de Santa Catarina e do Paraná com chuva em muitos pontos e que foi localmente forte a intensa com registro de alguns temporais isolados.

De acordo com dados de estações do Instituto Nacional de Meteorologia, os volumes no Rio Grande do Sul na soma da segunda e hoje até o fim da tarde foram de 98 mm em Passo Fundo, 88 mm em Santiago, 82 mm em Frederico Westphalen, 70 mm em São Luiz Gonzaga, 65 mm em São Vicente do Sul, 54 mm em Quaraí, 50 mm em Mostardas, 45 mm em Ibirubá e Serafina Corrêa, e 42 mm em Capão do Leão e Jaguarão.

Já na rede do Centro Nacional de Monitoramento de Desastres (Cemaden), os mais altos acumulados no mesmo período atingiram 190 mm em Nova Palma, 113 mm em Faxinal do Soturno, 96 mm em Arroio Grande, 88 mm em Passo Fundo e Itaqui, 85 mm em Entre-Ijuís, 76 mm em Soledade, 66 mm em Arroio do Tigre, 62 mm em Santa Maria, 59 mm em Ijuí e Segredo, e 51 mm em Pelotas.

Alagamentos em Camaquã na noite de segunda-feira | CLIC CAMAQUÃ

A chuva muito forte causou alagamentos em diferentes cidades do interior do Rio Grande do Sul. Em Camaquã, estação automática particular anotou 65 mm em só uma hora na noite de segunda e as águas chegaram a invadir casas na cidade com vários prejuízos aos moradores.

Vem mais chuva? Segue abafado?

O sol aparece com nuvens nesta quarta-feira na maior parte do Rio Grande do Sul, embora com períodos de maior nebulosidade. Massa de ar quente e úmido persiste no estado. A combinação de calor e umidade novamente traz chuva isolada no território gaúcho, especialmente da tarde para a noite, podendo ser forte em alguns locais.

Já chove em poucos lugares de manhã, contudo a instabilidade maior ocorre da tarde para a noite, afetando mais municípios das Metades Oeste e Norte. Será outro dia de calor e, com umidade alta, também de abafamento.

A instabilidade diminui nos dias seguintes, mas não abandona o estado. Projeta-se a presença do sol com nuvens no Rio Grande do Sul, mas vão seguir ocorrendo pancadas isoladas de chuva de verão, em especial à tarde, que são absolutamente lotéricas no sentido de atingirem alguns bairros de uma cidade e em outros não cair nenhuma gota. Estas pancadas se formam por efeito da alta temperatura e da umidade, prevendo-se calor e abafamento para o restante desta semana.

A MetSul Meteorologia está nos canais do WhatsApp. Inscreva-se aqui para ter acesso ao canal no aplicativo de mensagens e receber as previsões, alertas e informações sobre o que de mais importante ocorre no tempo e clima do Brasil e no mundo, com dados e informações exclusivos do nosso time de meteorologistas.