A semana começa com o Sul do Brasil sob influência de uma massa de ar seco em processo de aquecimento associada a um centro de alta pressão de 1.038 hPa no Atlântico Sul, o que garante a presença do sol e inibe a ocorrência de chuva.

O quadro se altera na segunda metade da semana. Já pode chover no Extremo Sul gaúcho na quarta, mas a instabilidade atinge mais regiões gaúchas na quinta-feira.


O mapa acima do modelo canadense mostra a projeção de chuva para dez dias. Observa-se a tendência de tempo seco na maior parte do Centro-Sul do Brasil à medida que um novo bloqueio atmosférico vai se estabelecer. Este bloqueio fará com que a instabilidade fique retida no Oeste e no Sul gaúcho, onde os volumes de chuva devem ser consideravelmente altos.