Anúncios

Antonio Cruz/Agência Brasil

A maior parte do Sul do Brasil segue sob a influência de uma massa de ar seco, sobretudo entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul assim como o Oeste do Paraná. O Planalto Norte e o Nordeste de Santa Catarina, a Grande Curitiba e o litoral do Paraná têm maior umidade com nuvens presentes na maior parte desta semana com alguns períodos de chuva leve. Este começo de semana é frio, mas a temperatura se eleva nos próximos dias. 

No Sudeste do país, parte da região registra chuva forte e volumosa. Hoje, frente fria com reforço de um cavado nos níveis médios da atmosfera pode fazer com que chova forte entre a Metade Norte de São Paulo, o Sul de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Amanhã, a chuva perde força e se espalha mais em direção a Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro com retorno de tempo mais seco para São Paulo. Entre quinta e sexta, a instabilidade ficará concentrada na faixa Leste da região.

No Centro-Oeste, a umidade e a chuva finalmente retornaram após uma longa sequência de dias secos e quentes. Pode chover forte hoje em pontos do Norte do Mato Grosso com pancadas de chuva em muitas áreas de Goiás e também em parte do Mato Grosso do Sul. Já entre amanhã e a sexta, a umidade diminui na região, porém ainda terá nuvens e pancadas esparsas de chuva. No Mato Grosso do Sul, o tempo fica seco com a presença do sol.


No Nordeste, na maior parte da região o tempo ficará seco e quente nos próximos dias. Hoje, áreas costeiras têm umidade chegando do mar com períodos de nuvens e pancadas de chuva do Rio Grande do Norte até o Litoral Sul da Bahia. Amanhã, reduz a área de instabilidade, sobretudo entre o litoral Sul do Rio Grande do Norte e Norte de Alagoas, e também entre o Recôncavo baiano e o Litoral Sul. Entre a quinta e a sexta as pancadas de chuva retornam à faixa litorânea entre a Paraíba e o litoral Sul da Bahia. Grande parte do interior do Nordeste segue seco. 

No Norte do Brasil, a umidade abrange boa parte dos estados da região e, embora a chuva não seja tão volumosa e bem distribuída, contribui para atenuar a secura do ar e  o potencial de queimadas. Volta a chover em muitas localidades de Rondônia e também em Tocantins. No Amapá e no Norte do Pará praticamente não chove. Entre amanhã e a sexta, a chuva mais expressiva irá ocorrer no Oeste da região com previsão de instabilidade isolada entre o Pará, Tocantins e Rondônia.

Anúncios