Anúncios

O Rio de Janeiro experimenta um verão escaldante e de temperatura acima da média com altíssimo número de dias com máximas ao redor ou acima de 40ºC. Tanto calor que o zoológico do Rio distribui barras de gelo com sabores de frutas para que os animais se refresquem. Picolés gigantes para a bicharada.


O excessivo calor no Sudeste do Brasil e nas demais regiões do país fez com que a demanda de energia elétrica na última semana fosse a mais alta em meia década no sistema integrado nacional, de acordo com o NOS (Operador Nacional do Sistema Elétrico). A demanda máxima no sistema interligado do país atingiu a marca de 85.800 megawatts na terça-feira e 87.000 megawatts na quarta-feira. O recorde anterior era de 85.708 megawatts em 5 de fevereiro de 2014, alcançado antes da grave recessão econômica que provocou menor consumo de energia no Brasil.

A marca histórica ocorreu no momento em que o Rio Grande do Sul enfrentava muita chuva e tempestades enquanto a Região Sudeste, que concentra o maior consumo de luz do país, amargava jornadas de extremo calor. Esse, aliás, é o padrão deste mês no Brasil com excesso de chuva no território gaúcho e precipitação abaixo da média no Sudeste e em grande parte do país.


Os chamados índices de energia afluentes apurados pelo ONS hoje estão abaixo ou muito abaixo das médias históricas em todos os submercados de energia do território brasileiro, o que sugere que a bandeira tarifáriana conta de luz, no momento na cor verde, pode futuramente passar para amarelo com cobrança adicional.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios