Anúncios

A Organização Meteorológica Mundial (OMM) apresentou ontem relatório indicando que 2018 tem tudo para se tornar o quarto ano mais quente da história moderna. Em sua declaração provisória sobre o estado global do clima, aOMM observa que a temperatura média da superfície do planeta nos dez primeiros meses deste ano foi quase 1ºC superior aos valores da época pré-industrial (1850-1900).


Conforme o documento da agência da ONU especializada em tempo e clima com sede na Suíça, a tendência de aquecimento do planeta a longo prazo “é evidente e continua”. Os 20 anos mais quentes da história foram registrados nos últimos 22 anos, sendo os três últimos o topo do ranking: 2015, 2016 e 2017.

“Convém reiterar de novo que somos a primeira geração que compreende plenamente a mudança climática e a última geração que pode fazer algo a respeito”, destacou o secretário-geral da organização Petteri Saalas. “Caso a tendência atual prossiga é possível que aconteçam aumentos da temperatura entre 3ºC e 5ºC até o fim do século”, destaca a OMM.


O relatório deve pautar as discussões durante a COP 24 na cidade polonesa de Katowice. Com El Niño em formação no Pacífico no momento, a tendência é que 2019 seja mais quente que 2018 no mundo.

Assine gratuitamente nossa newsletter para notícias e alertas

Anúncios